Intel (INTC) – Negociações do dia 27/05/2020, Resultado +0.09%

Nos primeiros dias da semana houve um aumento significativo da volatilidade. Estou com algum receio de negociar com padrões de reversão neste tipo de mercado. Outra solução é continuar a utilizar os padrões de reversão mas diminuindo o tamanho da posição. No entanto esta última estratégia não se revelou eficaz nos passados meses de março e abril. irei ver o que o dia de hoje reserva.

Intel (INTC) – Resumo da semana de 18/05/2020 a 22/05/2020, Resultado +3.29% (Simulação)

 

Conta de simulação

Execução de 14 negócios, resultado semanal de +3.29%, variação média semanal (4 semanas) de 2,68%, acumulado de +29.67%, rácio de vitórias de 71% variação média diária de preços de 2,68%.

Resultados diários

Total da semana na conta de simulação: +3,29%.

Notas de semana

Os resultados começam a ser consistentes com os níveis de volatilidade a regressar ao normal. A estratégia de contra tendência com average down continua a ser eficaz nestas condições de mercado. Embora use o day trading, comprando e vendendo o título no mesmo dia, existem uns casos diários em que os mercados estão especialmente touro ou urso. Nestes dias de forte tendência, se fechar a posição no próprio dia incorro em perdas, pelo que nestas situações tenho deixado a posição aberta durante a noite, fechando a mesma no dia seguinte recuperando as perdas e terminando ainda com um lucro. As desvantagens de permanecer com a posição aberta durante a noite são: 1) risco de no dia seguinte o mercado continuar com a tendência do dia anterior e 2) não poder usar uma alavancagem de mais de 2x.

Pretendo trabalhar em direção a não manter posições abertas durante a noite para tirar partido da alavancagem da minha corretora, pelo que será interessante desenvolver métodos de previsão dos dias de especial tendência touro ou urso, sempre baseado no price action, ou gráficos de preços. A minha estratégia é completamente livre da influência das notícias. A existência de certas janelas e gatilhos pode ajudar a prever breakouts e rompimentos de conduzem a dias de forte subida ou descida, mas pretendo estudar o uso de uma ferramenta “mais exótica”, as ondas de Elliot.

Para a semana irei recomeçar o trading numa conta com dinheiro real.

O Trabalho na Criação e Desenvolvimento de Uma Estratégia de Contra Tendência

Depois de oito meses a negociar unicamente um título em day trading, e de atravessar um mercado com todos os níveis de volatilidade possíveis, incluindo os já legendários meses de março e abril causadas pela pandemia Covid-19, eis que consigo ter uma estratégia de trading definida.

Trata-se de uma estratégia de contra tendência com average down, ou seja, prevendo que os preços irão reverter podendo ter até várias entradas para reduzir o custo de entrada.

Esta estratégia de reversão para já só é bem-sucedida em mercados pouco a medianamente voláteis. Nos mercados extremamente voláteis que se viveram, possivelmente uma estratégia de momento seria mais viável, tendo ainda de ser testada primeiro com backtesting e depois numa conta de simulação.

De notar que verdadeira aceitação da viabilidade de uma estratégia só é conseguida numa conta com dinheiro real, mas o backtesting e a simulação constituem a preparação para tal, sendo aspetos fundamentais que nunca devem ser descurados.

A estratégia de reversão que estou a aplicar é baseada unicamente nos gráficos de preços com os níveis de suporte/resistência, e com objetivos de rentabilidade diário, semanal e anual definidos.

A gestão do dinheiro, que inclui a entrada e saída de uma posição é apoiada em:

Não uso um stop loss nominal, pelo que a saída de uma posição faz farte integrante da gestão do risco, que inclui:

  • Average down com uma posição de até duas vezes o tamanho da conta.
  • Decisão nos dias em que o mercado apresenta-se especialmente touro ou urso, e encontrar a posição em prejuízo sensivelmente a meio da sessão, de encerrar a posição ainda durante a corrente sessão ou na próxima sessão do dia seguinte.
  • Evitar o overtrading negociando somente em determinados blocos de tempo.

Descobrir se Uma Tendência Forte está Prestes a Reverter

A estratégia do uso de average down em padrões de reversão no day trading está a revelar-se eficaz, desde que a volatilidade do título não seja elevada à semelhança do que aconteceu nos meses de março e abril.

Vantagens e desvantagens do average down

O average down tem como vantagens recuperar muitas posições que poderiam estar perdidas logo à partida, e obter um retorno maior pelo facto da exposição também ser maior com o tamanho da posição.

Tem como desvantagem, devido ao tamanho da posição que é superior a uma posição normal, no facto das perdas quando ocorrem serem grandes e descontroláveis.

Backesting

Um stop loss nominal, mesmo que grande, poderia resolver a questão das perdas descontroladas, mas ao conjugar a taxa de sucesso com o valor do risco, não sei se compensaria. Já fiz backtesting na INTC e nas últimas semanas o mercado tem estado atípico, com nenhuns dias de pura subida ou descida (touro ou urso), que é onde esta tática de average down tem as maiores falhas. Ou seja, com o backtesting nos dados disponíveis a estratégia é lucrativa.

Dois tipos de padrão numa forte tendência

Importa, no entanto, preparar-me para o cenário de um dia excecionalmente touro ou urso, que é o maior risco para a estratégia de reversão. Neste tipo de dias os padrões gráficos são essencialmente 1) parabólico ou 2) escada.

Padrão parabólico

Este padrão consta de várias velas longas consecutivas da mesma cor com poucas ou nenhumas sombras e sobreposições, podendo ou não ter algumas correções menores (bull ou bear flag). Para entrar numa posição em contra tendência é preciso primeiro haver um sinal de que a tendência está a enfraquecer.

Sinais de que a tendência está a enfraquecer com o padrão parabólico:

  • Depois do preço avançar numa direção existe uma última vela longa com um movimento rápido, marcando a exaustão da tendência.
  • Depois do preço avançar numa direção as velas começam a sobrepor-se umas às outras, verificando-se uma sobreposição em mais de 50% em relação a uma vela longa anterior.
  • Foram observadas duas ou mais correções menores.

Padrão escada

Este padrão faz lembrar a forma de uma escada pelo facto de apresentar uma série de altos e baixos superiores numa tendência touro, e uma série de altos e baixos inferiores numa tendência urso.

Sinais de que a tendência está a enfraquecer com o padrão escada:

  • A tendência começa a ficar mais irregular e mais volátil.

Pior cenário

No pior dos casos a tendência poderá nunca reverter substancialmente para fechar a posição durante o dia pelo menos em breakeven. Neste caso, e como já escrevi em artigo anterior, existe a hipótese de fechar a posição na abertura da sessão/dia seguinte, isto se o mercado se mostrar favorável a esta estratégia, que tem os seus riscos como é evidente.

Neste cenário é necessário olhar atentamente a gráficos como uma unidade temporal maior como os períodos diário ou horário, e ver nesta escala se está eminente uma reversão que apoie a tomada da decisão de manter a posição aberta durante a noite.

Conclusão

A estratégia de average down no day trading com padrões de reversão revela-se bastante lucrativa e com uma maior taxa de sucesso, mas apresenta um risco elevado de perdas elevadas em dias de forte tendência touro ou urso, em que o preço não apresenta correções significativas para se conseguir fechar a posição no mínimo a breakeven.

Quanto ao facto da estratégia ser ou não lucrativa a longo prazo, em que o total dos lucros é maior que o total das perdas, preciso de um maior números de dias na conta de simulação para chegar às devidas conclusões.

GRÁTIS! Estratégia de Day Trade

Descubra quatro padrões simples de negociação que poderá usar no gráfico de 5 minutos.