Barras de Reversão Como Barras de Sinal no Price Action – Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks: Resumo do Livro (Capítulo 1)

Reading Price Charts Bar by Bar de Al Brooks - Capa do Livro

Este artigo resume os excertos que considero mais importantes da introdução ao capítulo 1 (Price Action) do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral do livro, capitulo por capitulo.

Al Brooks é uma das autoridades do price action, sendo seguido por muitos outros traders pelo seu estilo peculiar de investimento na bolsa através da análise técnica pormenorizada dos gráficos de preços.

De seguida, destaco as passagens descritivas das barras de reversão como barras de sinal do capítulo 1.

Como é mais sensato negociar na direção da tendência, uma negociação tem mais possibilidade de ser bem sucedida se a barra de sinal for uma barra de tendência forte na direção do negócio.

Contudo, uma barra de sinal na direção oposta também pode ser uma barra de sinal razoável, dependendo de outro price action no gráfico. No geral, as barras de sinal que são barras doji ou barras de tendência na direção oposta do negócio têm uma maior chance de falhar porque o lado certo do mercado sobre que tem de ter o controlo ainda não se mostrou. É sempre melhor entrar no mercado depois do lado certo (touros ou ursos) terem obtido controlo pelo menos na barra de sinal. Uma barra doji pode ser uma excelente barra de sinal dependendo do contexto.

A melhor barra de sinal é uma barra de reversão, e as barras de reversão touro têm mais só que uma das seguintes condições.

  • Uma abertura perto ou abaixo do fecho da barra anterior e um fecho acima da abertura e acima do fecho da barra anterior.
  • Uma sombra inferior de um terço a metade do tamanho da barra e uma pequena ou inexistente sombra superior.
  • Não muita sobreposição com a barra ou barras anteriores.

[O inverso se aplica no caso de uma barra de reversão urso].

A melhor barra de reversão touro tem um corpo touro (fecha bem acima da abertura) uma sombra moderada em baixo.

Se uma barra de reversão largamente sobrepõe-se a uma mais barras anteriores ou se a sombra se estende apenas alguns pontos, poderá pertencer só uma lateralidade. Não existe nada a reverter porque o mercado está a andar de lado e não em tendência. Neste caso não deve ser usada como barra de sinal, e até pode tornar-se numa configuração na direção oposta se suficientes traders ficarem encurralados.

Sempre que o mercado tenta fazer alguma coisa duas vezes e falha, geralmente tenta depois fazer o oposto. É por isso que duplos tipos e duplos fundos funcional e porque os traders não desenvolvem convição numa reversão até ao extremo anterior da tendência ser testado.

Se uma barra touro tem uma grande sombra no topo ou uma barra urso tem uma grande sombra no fundo, os traders de contratendência perderam convição perto do fecho da barra, e os negócios de contratendência devem ser só tomados se o corpo parecer razoavelmente forte e o price action confirmar (como uma segunda entrada).

Se uma barra de reversão é muito mais pequena que as últimas barras, especialmente se tem um corpo pequeno, tem falta de força de contratendência e é uma barra sinal mais arraiscada. Contudo, se uma barra tem um corpo forte e encontra-se no contexto certo, o risco no negócio é pequeno (um ponto no outro lado da barra pequena).

Numa tendência forte, é comum ver uma barra de reversão a formar-se e segundos depois de a barra fechar, a reversão falha.

Uma grande barra touro de reversão com um corpo pequeno tem de ser visto em contexto do price action anterior. A grande sombra inferior indica que a venda foi rejeitada e que os compradores controlaram a barra. Contudo, se a barra sobrepor-se à barra ou barras anteriores excessivamente, então apenas pode representar uma lateralidade num horizonte temporal mais pequeno, e o fecho no topo da barra poderá ser simplesmente um fecho no topo da lateralidade, destinada a ser seguida por mais vendas á medida que os touros de 1 minuto realizam lucros. Nesta situação, necessita de mais price action antes de entrar num negócio de contratendência. Não quer comprar no topo de uma bandeira num mercado urso ou vender no fundo de uma bandeira num mercado touro.

Uma barra de reversão que se sobrepõe às barras anteriores, indicando dois lados do mercado, portanto não existe nada a reverter.

Barras de reversão com grandes sombras e corpos pequenos devem ser vistas no contexto do price action.

Embora uma clássica barra de reversão seja uma das melhores barras de sinal, a maioria das reversões ocorre na sua ausência. Existem muitos outros padrões de barras que emitem sinais fiáveis. Em quase todos os casos, a barra de sinal é mais forte se for uma barra de tendência na direção do seu negócio.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

«
»