Linhas de Tendência e de Canal

As linhas de tendência e de canal são bastante importantes no price action, pois é através destas que i) se formam muitos dos padrões conhecidos na análise técnica como o canal, triângulo ou cunha, e ii) se configuram setups de trade como a reversão de tendência maior (RTM) ou rompimento falhado de linha de tendência (LT1).

A reação do preço nas linhas de tendência e de canal, em conjunto com o suporte e resistência e os padrões de barras ou candles, produzem os setups de trade que observamos nos gráficos de preços.

Linhas de tendência

As linhas de tendência unem numa tendência de alta as mínimas de dois ou mais swings, e numa tendência de baixa as máximas de dois ou mais mais swings. Aplica-se o inverso nas linhas de canal, que unem numa tendência de alta as máximas de dois ou mais swings, e numa tendência de baixa as mínimas de dois ou mais swings.

Linhas de canal

A linha de canal é desenhada no lado oposto da linha de tendência. Pode-se generalizar que as linhas de tendência e de canal contêm o price action, em que a direção destas linhas mostra a direção do preço. As linhas de tendência e de canal, formam, portanto, um canal.

Canais

Se as linhas de tendência e de canal forem paralelas com i) inclinação para cima formam um canal de alta, ii) inclinação para baixo formam um canal de baixa e iii) sem inclinação ou horizontais formam um canal horizontal ou retângulo.

Cunhas

Se as linhas de tendência e de canal forem oblíquas com i) sentido ascendente formam uma cunha ascendente e ii) sentido descendente formam um cunha descendente. As linhas podem ser convergentes ou divergentes.

Triângulos

Se as linhas de tendência e de canal forem oblíquas e simétricas formam um triângulo. As distinções entre a cunha e triângulo, é que no caso deste ultimo, as duas linhas formam o mesmo ângulo com o eixo horizontal, enquanto na cunha têm ângulos diferentes com o eixo horizontal.

À semelhança da cunha, o triângulo também pode ser convergente ou divergente. O triângulo divergente é conhecido como triângulo expandido.

Tipos de canal

Os canais podem ser amplos, micro ou regulares em função da sua dimensão. Nos canais amplos, as linhas de tendência de canal estão a uma maior distância e o price action forma swings. Nos canais micro, as linhas de tendência e de canal encontram-se muito perto, com a mínimas e máximas das barras ou candles a tocar ou a chegar perto das linhas. Os canais regulares apresentam uma dimensão entre os canais amplos e canais micro.

Reação do preço nas linhas

Os traders devem ter por hábito desenhar linhas de tendência e de canal nos gráficos antes e durante a sessão, observando o comportamento do price action junto às mesmas.

O preço vai testar e reverter na linha de tendência/canal? Ou por outro lado, vai ultrapassar, testar e continuar na mesma direção? Ou ainda, vai ultrapassar, sem testar e continuar na mesma direção (como se as linhas não existissem)?

Os 3 Pilares do Price Action

1. Barras/candles

O primeiro pilar do price action é saber o que significa cada barra ou candle num determinado contexto. Isto quer dizer, que para além de ser necessário conhecer os diferentes tipos de barras ou padrões de barras, como a barra de reversão ou barra interna, é também necessário identificar os vários aspetos que reforçam ou enfraquecem um sinal de trade, como por exemplo:

  • Duas barras opostas cima/baixo ou baixo/cima são um padrão de reversão se não estiverem a meio de uma lateralidade.
  • Uma barra interna precisa de ter um fecho forte para se considerar uma barra de reversão, mas no caso de um rompimento falhado de uma lateralidade anterior no final de uma tendência por ser aceitável a barra interna ter uma sombra.
  • Uma barra doji funciona frequentemente em trades a favor da tendência, mas costuma falhar em trades de contra tendência.
  • Barras muito grandes formam geralmente lateralidades, ou significam exaustão se aparecerem no final de uma tendência.

Ler mais:
Existem Dois Tipos de Barras/Candles
Padrões de Candles (Barras) – Guia Prático

2. Sequências de barras

O segundo pilar do price action são as sequências de barras, que é um conjunto de várias barras consecutivas.

As sequências de barras podem formar alguns dos padrões seguintes:

  • Duas pernas de retração, ou um swing.
  • Três impulsos que testam uma linha de canal (linha paralela ou oblíqua a uma linha de tendência).
  • Rompimento falhado de linha de tendência.

Adicionalmente, deverá esperar certos padrões baseados na barra atual, como por exemplo:

  • Uma barra grande poderá ser o início de um padrão de Impulso e canal ou o início de uma lateralidade.
  • Uma retração seguida de uma barra doji poderá se tornar num padrão de arame farpado.
  • O final de uma tendência forte com várias barras pequenas tipo doji, poderá indicar uma lateralidade estreita.

3. Estrutura de mercado

O terceiro e ultimo pilar do price action é a estrutura de mercado. A estrutura de mercado é o filtro e guia geral assegurando-se que não se operam trades na direção errada.

Deverá ser capaz de determinar se o mercado se encontra em tendência, a reverter de tendência, em lateralidade, a romper de lateralidade para tendência, etc.

Ao conhecer a estrutura de mercado, é possível saber quais os trades mais aptos a posições swing (com uma recompensa mínima de 2x o valor do risco) e quais os trades mais aptos a posições scalp (com uma recompensa de 1-1,5x o valor do risco).

Neste pilar, deverá ainda escolher o setup de trade mais apropriado para cada tipo de condição de mercado:

  • Tendência de alta regular em que deverá comprar a M2 ou fm2?
  • Tendência de baixa forte em que deverá vender a m1?
  • Tendência a partir da abertura capaz de durar toda a sessão com setups da direção da tendência?
  • Mercado sem direção definida que engana ambos os touros e ursos, e em que mais vale a pena ficar fora do mercado?

Ler mais:
Os Fundamentos da Estrutura de Mercado

Obervações

Mesmo conhecendo bem a estrutura de mercado (pilar 3), não será capaz de entrar corretamente num setup de trade sem dominar primeiro os pilares anteriores (pilares 1 e 2).

Se muitas vezes compra acima de barras urso, vende abaixo de barras touro, ou usa barras de sinal fracas, então precisa primeiro de conhecer as suas barras (pilar 1).

Se frequentemente tem trades falhados que são parados em stops protetivos, para depois os ver andar na direção da entrada original, então precisa primeiro de conhecer o significado das sequências de barras (pilar 2).

Gestão do Valor do Risco com uma Conta Pequena

Trader a usar smartphone e portátil

No passado cometi erros graves na gestão do dinheiro e do risco, operando grandes posições para a minha experiência nos mercados e muitas vezes não usando stops protetivos.

O problema das comissões fixas

Um dos fatores que me conduziu a operar posições maiores foi o facto de trabalhar com corretoras com comissões fixas. Se entrasse na bolsa com uma pequena posição, o valor que ganhava ou perdia era menor que as comissões, e portanto naturalmente não justificava operando com posições maiores.

As contas pequenas beneficiam de uma estrutura de comissões por percentagem

Depois descobri as corretoras com estrutura de comissões por percentagem, em que posso operar com posições baixas, com um risco mínimo, e portanto o ideal para uma conta pequena.

Importa no entanto definir uma estratégia para a gestão do dinheiro e do risco, sendo que estes dois conceitos acabam por estar relacionados, chamando ao mesmo para efeitos de simplificação como o valor do risco.

Como fazer a gestão do valor do risco numa conta pequena

Isto torna-se ainda mais importante numa conta de margem, em que muitas vezes o valor da posição é superior ao valor da conta. Muitos traders, por motivos vários, preferem trabalhar a partir de contas pequenas, mesmo que tenham possibilidades para contas maiores

Estabeleci os resultados semanais na conta como referência para a semana seguinte na gestão do valor do risco.

  • Perdi dinheiro na semana: na semana seguinte reduzo o valor do risco.
  • Terminei a semana com +- o mesmo dinheiro na conta: na semana seguinte mantenho o valor do risco.
  • Ganhei dinheiro na semana: na semana seguinte aumento o valor do risco.

Exemplo

  1. Valor do risco inicial de $0,25
  2. Ganhei na semana: valor do risco aumenta para $0,50
  3. Voltei a ganhar na semana: valor do risco aumenta para $1,00
  4. Perdi na semana: valor do risco diminui para $0,50
  5. Terminei a semana com +- o mesmo valor: valor do risco mantém-se nos $0,50
  6. Ganhei na semana: valor do risco sobe novamente para $1,00.
  7. Idem

Conclusão

A gestão do valor do risco é de extrema importância no trade, sendo que numa conta pequena o cuidado deverá ser redobrado.

A estratégia é subir este valor de uma forma faseada à medida que o trader ganha confiança e consistência nos mercados. Não fará sentido, por exemplo, subir o valor do risco se o trader se encontra a perder nos mercados semana após semana.

Linhas Orientadoras no Trading – Brooks (2009)

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


  1. Tudo o que vê é em cinzento. Nada é perfeitamente claro. Perto é perto o suficiente. Se alguma coisa parece um padrão fiável, irá provavelmente negociar como um padrão fiável.
  2. Cada barra é uma barra de sinal em ambas as direções e o mercado pode começar a tender em alta ou em baixa na próxima barra. Esteja aberto a todas as possibilidades e quando a surpresa acontece, não questione ou negue. Apenas leia e negoceie a surpresa.
  3. Tudo faz sentido. Se souber como ler price action , nada o irá surpreender porque entenderá o que o mercado está a fazer. Os principiantes conseguem ver os padrões ao final do dia. O objetivo é aprender a ler rapidamente os padrões para que os consiga entender no tempo real.
  4. Simplesmente entender de price action não é o suficiente para ser lucrativo. Deverá aprender como tomar os melhores trades e seguir as suas regras.
  5. Trading é um emprego, e se esperar fazer algum dinheiro, precisa de um plano de negócios, devendo seguir o mesmo. O plano pode ser simples, como apenas negociar dois ou três tipos de configurações no gráfico de 5 minutos, fazer scalp de metade e fazer swing da outra metade com um stop breakeven. Contudo, deverá seguir o seu plano. A margem de lucro é estreita neste negócio pelo que mesmo alguns lapsos na disciplina por dia podem mantê-lo no vermelho.
  6. Não torne o mercado num casino, porque esse tipo de matemática é imparável e o irá destruir. Muitas estratégias funcionam o suficiente para o fazer acreditar de que eventualmente irá ganhar a vida das mesas, mas a matemática está contra si. Negociar do gráfico de 1 minuto é um clássico exemplo disto. Ganhará o suficiente para acreditar de que eventualmente irá aprimorar as suas capacidades até ao ponto de que irá fazer uma fortuna. A realidade é que os melhores trades acontecem tão rápido que ficará a escolher entre os trades menos lucrativos e fará menos do que no gráfico de 5 minutos, isto se ainda fazer alguma coisa no gráfico de 1 minuto.
  7. Não existem padrões de Contra Tendência fiáveis, pelo que nunca negoceie Contra Tendência a menos que exista primeiro um rompimento de uma linha de tendência significativa. E mesmo aí, procure primeiro por um trade a Favor da Tendência que deverá levar a um teste do extremo da antiga tendência. Se o mercado reverter novamente perto do extremo antigo, então deverá entrar na direção da nova tendência.
  8. Todos os padrões falham e as falhas falham, mas uma falha de uma falha é uma segunda entrada na direção original e tem uma grande probabilidade de sucesso.
  9. Quando observa que um dos lados está subitamente encurralado, a fiabilidade do scalp na direção oposta aumenta. Os traders encurralados são forçados a sair enquanto entra, e irão provavelmente aguardar por mais price action antes de entrar novamente na direção original, pelo que só restarão os traders na sua direção.
  10. Observar traders encurralados para fora de um trade numa corrida aos stops é um sinal tão fiável como os ver encurralados num trade. Se o mercado subitamente faz uma corrida aos stops e depois retoma a tendência, esta é uma configuração fiável para pelo menos um lucro scalp.
  11. Muitos principiantes querem entusiasmo e tendem a sobre negociar. Muitos grandes traders consideram o trading solitário e aborrecido, mas muito lucrativo.
  12. Simples é melhor. Não precisa de indicadores, e só deverá acompanhar um gráfico. Se não consegue fazer dinheiro de um simples gráfico sem indicadores, adicionar mais coisas para analisar apenas fará com seja mais difícil. Adicionalmente, apenas negoceie os melhores trades até ser consistentemente lucrativo.
  13. Decida se, isto é, um hobby ou um emprego. Se é um hobby, encontre outro porque este é muito dispendiosos, e é perigosamente aditivo. Todos os grandes traders são provavelmente viciados no trading, mas a maioria dos viciados no trading são ou irão ficar na falência.
  14. Se não consegue jogar com uma bola, não tente jogar com duas ou três. Se ainda não está a fazer dinheiro, comece com um gráfico, um mercado, um tempo gráfico (5 minutos), e um conceito (price action e não indicadores).
  15. Comece a negociar usando um gráfico de 5 minutos, entrando num stop. Tire algum ou todo numa ordem limite num preço alvo, e depois mova o stop para breakeven nos contratos restantes.
  16. Os principiantes deverão considerar fazer swing trade de ações em vez de scalp ou swing trade de Eminis porque os gráficos de ações são usualmente melhores para ler e frequentemente têm boas tendências. Os futuros de Eminis e obrigações tornam-se importantes quando o seu volume de trading fica muito grande para obter boas execução em ações.
  17. Quando a começar, deverá considerar negociar o SPY em vez do Emini. Um Emini é idêntico a 500 SPY, e negociar 300 a 500 SPY permitirá acrescentar à sua posição à medida que faz parte swing do seu trade, sem, no entanto, incorrer em muito risco. Logo que atinja 1000 a 1500 SPY, se pretender aumentar a sua posição, então mude para o Emini. Com este tamanho, pode acrescentar à sua posição fortemente sem estar preocupado com slippage.
  18. Se considera que fez alguns trades de seguida que não funcionaram, é porque provavelmente está a negociar com uma posição muito grande. Mude para 100 a 300 ações do SPY e faça swing de pelo menos 20 a 50 cêntimos. Mesmo que não fique rico, pelo menos fará algum dinheiro e construirá a sua confiança.
  19. Compre baixo, venda alto, exceto numa clara e forte tendência. Numa tendência touro, compre configuração de Máxima 2 mesmo que na máxima do dia, e num urso venda a Mínima 2. Contudo, o mercado está a negociar numa lateralidade na maioria do tempo. Por exemplo, se o mercado subiu por algumas barras e existe um sinal de compra perto da máxima desta perna de alta, pergunte a sim próprio se acredita que o mercado está numa tendência clara e com padrões de touro fortes descritos neste livro. Se não se conseguir convencer a si próprio, não compre a máxima, mesmo que pareça bom  o momento, uma vez que as chances são altas de que irá ficar encurralado.
  20. Cada segmento de cada gráfico pode ser geralmente classificado em mais do que um padrão, e quase sempre os padrões apontarão na mesma direção. Tudo o que tem de ver é apenas um padrão para colocar um trade. Por exemplo, Uma Bandeira Final Urso Falhada pode ser também uma Bandeira Duplo Fundo, que pode ser uma reversão de Impulso e Lateralidade, que reverteu depois de uma ultrapassagem de uma linha de canal e uma linha de tendência maior touro, e que pode progredir num Impulso e Canal Touro. Se reconhecer algum destes padrões, poderá colocar um trade mesmo que não veja todos os outros.
  21. Boa execução, mau trade. Suspeite sempre se o mercado o deixar entrar ou sair a um preço que é melhor do que antecipou, mas se a configuração for boa, tome-a. O corolário de má execução, bom trade não é tão fiável.
  22. As tendências estão sempre a formar retrações que parecem péssimas entradas, mas são lucrativas, e as reversões parecem boas, mas são perdedoras. A maioria das retrações de tendência seguem um clímax o suficiente para os traders acreditarem se a tendência concluiu, fazendo-os a não entrar na retração. Adicionalmente, as reversões de tendência são boas o suficiente para atrair e encurralar os traders de Contra Tendência. Se negocia Contra Tendência está a jogar, e embora frequentemente ganhe e divirta-se, a matemática está contra si, e irá lentamente, mas certamente à falência. As configurações de Contra Tendência em fortes tendências quase sempre falham tornando-se boas configurações A Favor da Tendência, especialmente no gráfico de 1 minuto.
  23. O período mais fácil de fazer dinheiro é nos primeiros 90 minutos, e alguns dos trades mais fáceis de apanhar são rompimentos falhados e rompimentos com retração de padrões do dia anterior. Os principiantes deverão evitar negociar a meio do dia no meio da variação diária.
  24. Quando estás prestes a iniciar um trade, pergunte sempre se a configuração é uma das melhores do dia. É este trade que as instituições estiveram a aguardar o dia? todo Se a resposta é não e um trader consistentemente lucrativo, então também não deverá tomar o trade. Se tiver duas perdas consecutivas dentro de 15 minutos ou aproximado, pergunte a si mesmo se estes trades são aqueles que as instituições estiveram à espera de horas. Se a resposta for não, estão a negociar em excesso, precisando de ser mais paciente.
  25. Cada barra e cada serie de barras é uma tendência ou uma lateralidade. Escolha uma. Durante o dia e especialmente cerca das 11:30 EST, precisa de decidir se o dia lembra ou não algum dos padrões de tendência descritos neste livro. Se sim, então deverá tomar todas as configurações A Favor da Tendência. Nunca considere tomar um trade de Contra Tendência se não tomou todos os trades a favor da tendência.
  26. As melhores barras de sinal são barras de tendência na direção do seu trade. As barras doji são barras singulares de lateralidade e portanto péssimas barras de sinal. Perderá se comprar acima de uma lateralidade num urso e vender abaixo de uma lateralidade num touro.
  27. Não fará dinheiro consistentemente até parar de negociar scalps de Contra Tendência. Ganhará o suficiente para querer continuar a melhorar a sua técnica, mas ao longo do tempo a sua conta desaparecerá lentamente.
  28. Não fará dinheiro até começar a negociar A Favor da Tendência.
  29. Não fará dinheiro a negociar reversões até aguardar por um rompimento de uma linha de tendência significativa e depois uma barra de reversão forte num teste to extremo da tendência.
  30. Não fará dinheiro a menos que saiba o que está a fazer. Imprima o gráfico de 5 minutos do Emini todos os dias (ou ações no caso de negociar as mesmas) e depois escreva no gráfico todas as configurações que vê. Quando vê várias características de price action, escreva todas no gráfico. Faça isto todos os dias durante anos até observar qualquer parte de qualquer gráfico e perceber instantaneamente o que está a acontecer.
  31. Se perder dois ou três trades de seguida ou se perdeu dinheiro no dia, está a sobre negociar e a não ser paciente. Poderá estar a enganar-se a si próprio procurando por “entradas de baixo risco” nos gráficos de 1 ou 3 minutos, ou está a negociar Contra Tendência, ou está a negociar Arame Farpado. Os maus hábitos apagam sempre mais do que os seus ganhos. Está no caminho para rebentar a sua conta, mesmo que esteja a mover-se lentamente nesta direção. Eventualmente chegará lá.
  32. Não fará dinheiro a longo termo até conhecer a sua personalidade para encontrar um estilo de trading que é compatível consigo. Precisa de conseguir seguir as suas regras confortavelmente, permitindo entrar e sair de trades com mínima ou nenhuma incerteza ou ansiedade. Quando dominar um método de trading, se sentir stress enquanto negoceia, então ou não encontrou o seu estilo ou a si próprio.
  33. Procure sempre por duas pernas. Adicionalmente, quando o mercado tenta fazer alguma coisa duas vezes e falham ambas as vezes, este é um sinal fiável de que irá suceder fazendo o oposto.
  34. Nunca escolha demasiado porque irá inevitavelmente escolher os piores trades. Escolha fazer swing trade e procure apenas negociar apenas as melhores duas ou três negociações o dia, ou faça scalp e negoceie todas as configurações válidas. Contudo, esta é uma alternativa mais difícil e é apenas para pessoas com personalidades invulgares.
  35. Os principiantes devem apenas tomar os melhores trades, e, ou escolher fazer scalp ou fazer swing. É difícil observar um ecrã duas ou três horas de seguida e não colocar um trade, mas isto é a melhor forma dos principiantes fazerem dinheiro. Se o seu objetivo maior é fazer dinheiro, então isto é o que deverá fazer. Se não o fizer, então tem outros objetivos que estão a interferir com o que deverá ser o seu único objetivo.
  36. A disciplina é a característica mais importante dos traders vencedores. O trading é fácil de perceber, mas difícil de fazer. É muito difícil de seguir regras simples, e mesmo os erros ocasionais podem ser a diferença entre o sucesso e o fracasso. Todos sabem o que são a força de vontade e a disciplina, e todos são mentalmente fortes em algumas atividades todos os dias, mas poucos verdadeiramente apreciam quando extremo e implacável tem de ser para se tornar num grande trader. Desenvolva a disciplina para apenas negociar os melhores trades.
  37. A segunda característica mais importante dos grandes traders é a capacidade de não fazer nada durante horas de seguida. Não sucumba ao aborrecimento e deixe-o convencer de que passou muito tempo desde o último trade.
  38. Trabalhe em aumentar a sua posição em vez do número de trades ou a variedade de configurações que usa.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

Day Trade de Ações com Price Action – Brooks (2009)

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


O gráfico de 5 minutos em ações

Negociar ações no gráfico de 5 minutos é relativamente fácil se se restringir a três tipos de trades: retrações na MME em fortes tendências, claras e fortes reversões a seguir a rompimentos de linhas de tendência maior, e rompimentos falhados e rompimentos com retração na primeira hora de padrões do dia anterior.

Retrações em forte tendência

O primeiro tipo e melhor trade é em dias de forte tendência onde a maioria das barras está de um lado da MME existindo apenas umas poucas retrações na MME durante o dia. Entrar nestas retrações, especialmente se forem configurações MME2, é provavelmente o melhor tipo de trader que pode tomar.

Gestão do stop

Se seguir uma carteira de cerca de cinco ações com grande volume (mais de 5 milhões de ações por dia), com uma variação diária de três dólares ou mais, então poderá fazer uma ou duas negociações todos os dias onde poderá lucrar um dólar na porção scalp e usualmente mais na porção swing.

Depois de entrar, coloque um stop protetivo além da barra de sinal (raramente terá de arriscar mais de 1 dólar e usualmente até 60 cêntimos) até à barra de entrada fechar, e depois mover o stop além da barra de entrada. Logo que a ação mova 60 a 80% na sua direção, mova o stop para breakeven ou talvez uns pontos piores.

Reversão de tendência

O segundo tipo de trade é a reversão de tendência, mas estes são enganosos para iniciantes porque a maioria das reversões falha, e os iniciantes tendem a entrar muito facilmente em configurações fracas. Para uma reversão, tem de existir primeiro um rompimento forte de uma linha de tendência, com esta primeira reversão a mostrar muito momento e ter uma barra de reversão forte.

Depois aguardará por um teste do estremo (uma Máxima Baixa ou Máxima Alta num topo, ou uma Mínima Alta ou Mínima Baixa num fundo). A barra de sinal deverá ser uma barra de reversão forte. Se a configuração não tem todos estes componentes, não inicie a negociação. A gestão do stop é igual ao primeiro tipo de trade.

Rompimento falhado ou com retração de padrão anterior

O terceiro e último tipo de trade é procurar por um padrão no gráfico do dia anterior, como uma bandeira, um ponto swing, uma linha de tendência, e depois observar no dia uma entrada num rompimento falhado ou um rompimento com retração. A máxima ou mínima do dia ocorrer normalmente numa destas reversões da abertura.

Observar se o o dia é ou não de tendência

Todos os dias, deverá examinar o gráfico durante a sessão, especialmente nas primeiras horas para determinar se o dia é de tendência. Se for, não deverá negociar Contra Tendência.

Tendência a partir da abertura

Uma Tendência a Partir da Abertura é o dia de tendência mais fácil de ver. Neste tipo de dias, o primeiro rali na MME usualmente falha e depois testa a mínima (no caso de uma tendência urso). Não se convença que o mercado foi longe demais e estás prestes a subir e fazer um novo rali.

Por definição, está a pensar Contra Tendência e procurando scalps em dias de tendência forte. Tem medo de vender perto da mínima e em vez disso está esperançoso por uma reversão de tendência, o que é uma aposta de baixa probabilidade. Faça a matemática. A maioria dos scalps longos falha, e a quantia que perde em cada um será muito grande para contrapor o eventual ganho em um ou dois trades.

Dias de tendência em que o preço não chega à MME

Em dias de forte tendência que não tenham um MME2 negociável, a maioria dos iniciantes deverá procurar outros mercados para negociar os melhores trades. Contudo um trader experiente poderá negociar até as mais pequenas retrações todo o dia, confiando na típica sequência de retração para o tirar do mercado se esta for mais longe do que pensaria. Todos os tipos da primeira retração são usualmente seguidas por um teste do extremo da tendência.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

Retrações em Fortes Tendências no Price Action – Brooks (2009)

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


Estas configurações precisam de uma forte tendência

A premissa desta abordagem é que acredita que o gráfico está numa forte tendência.

Uma vez que a maioria dos traders não reconhece que o dia está em tendência no gráfico de 5 minutos até depois da primeira hora ou duas, estes trades não acontecem normalmente na primeira hora. A melhor configuração é uma retração de duas pernas na MME.

Retração na MME

A retração na MME geralmente parece que nunca irá levar a um movimento a Favor da Tendência, mas invariavelmente o movimento irá chegar ao antigo extremo e andar muito mais longe do que poderia imaginar.

Manter parte swing numa tendência

É importante manter parte swing de todas as entradas a Favor da Tendência num dia de forte tendência, mesmo que signifique que por vezes o seu stop breakeven seja atingido na porção swing. Contudo, as grandes corridas compensarão por isto.

Em cada nova configuração, poderá adicionar de volta a sua porção scalp em vez de colocar uma porção completa adicionalmente à sua posição swing aberta. A certo momento, a sua posição é o dobro ou mais do seu swing normal. A maioria dos traders considera isto desconfortável sendo mais fácil adicionar de volta as suas posições scalp.

Rompimentos falhados de linhas de tendência micro

Rompimentos falhados de linhas de tendência micro com Máxima 1 num touro e. Mínima 1 num urso são excelentes configurações a Favor da Tendência.

Quase todos os dias, existem ações que estão em tendência, que têm geralmente uma ou duas retrações na MME, oferecendo grandes negociação a Favor da Tendência com risco limitado.

Num mercado forte pode comprar em qualquer local

Num touro forte, não precisa de configurações para comprar. Poderá comprar ao mercado em qualquer lugar e fazer dinheiro, mas as configurações permitem usar stops mais apertados.

Quando o mercado deixa de estar em tendência

Quando o mercado já não está em clara tendência, deixa de oferecer grandes trades. Após um movimento de tendência, se o mercado entrar em lateralidade estreita com muitos dojis, os traders astutos evitarão este tipo de Price Action porque existe muito risco de negociações com perdas e poucas hipóteses de um grande movimento.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

Reversões Menores e Scalps em Dias de Lateralidade no Price Action – Brooks (2009)

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


Quando o dia não é de tendência

Se os swings duram apenas de umas barras a uma hora ou aproximado, e o dia não é de tendência, reverter novas máximas e mínimas swing é uma técnica de scalp efetiva, oferecendo algumas vezes alguns swings razoáveis.

Segundas Entradas e Cunhas como melhores configurações

As melhores configurações destas reversões menores são Segundas Entradas e Cunhas em novos extremos.

Uma questão poderia ser porque negociar scalps quando existem grandes entradas swing, mas a razão é simples. Se existe uma elevada probabilidade de que pode fazer um ponto no Emini e o mercado pode lidar com um enorme volume, poderá fazer o lucro do dia inteiro apenas com scalps de um ponto.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

Reversões Maiores no Price Action – Brooks (2009)

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


A tendência da reversão maior tem de estar em efeito há algum tempo

As reversões maiores acontecem numa tendência que esteve em efeito pelo menos umas poucas horas e frequentemente dias. As melhores reversões de tendência têm antes um rompimento de uma linha de tendência significativa antes da configuração propriamente dita. Não quer entrar em contra tendência a menos que os traders de contra tendência tenham mostrado primeiro alguma capacidade de controlar o mercado.

Teste do extremo da tendência anterior

Entre numa retração que teste o extremo da tendência. A retração pode não alcançar (uma Máxima Baixa num novo urso ou uma Mínima Alta num novo touro) ou ultrapassar (uma Máxima Alta num novo touro ou uma Mínima Baixa num novo urso) o extremo da tendência antiga.

Se uma ultrapassagem for muito para além do extremo antigo, a tendência retomou, e deverá aguardar novamente por um rompimento de linha de tendência.

Barra externa tem significado com traders encurralados

Uma barra externa pode ser uma entrada quando existem claramente traders encurralados. Caso contrário, é melhor aguardar por mais Price Action.

Números de Fibonacci

Não procure números de Fibonacci quando negoceia, porque estes são raramente melhores do que uma observação rápida de um nível de retração aceitável.

Manter uma parte swing numa reversão maior

Assegure-se sempre de manter parte swing da sua posição depois de uma reversão maior, mesmo que seja parado uma ou duas vezes, porque uma entrada swing geralmente faz mais dinheiro do que muitos scalps.

Se existir um sinal oposto antes do seu stop breakeven ser atingido, saia da sua posição, faça uma pausa e maravilhe-se com o lucro obtido. Se for um trader excecional, reverta e repita o processo.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

Melhores Trades no Price Action – Brooks (2009)

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


Saber aguardar pelos melhores trades

Uma ou mais das melhores configurações de trading, acontece todos os dias no gráfico de 5 minutos do Emini ou de qualquer outro mercado. Se um trader tiver a paciência para aguardar possivelmente horas pelos melhores trades, então será um trader muito bem sucedido. Contudo, aprender a restringir aos melhores trades é talvez a parte mais difícil do trading. Se ainda não está a fazer dinheiro, é algo que deverá considerar.

Evitar o padrão de Arame Farpado a meio da sessão

Uma componente importante do trading é evitar maus negócios que invariavelmente irão perder mais em relação aos melhores traders. A negociação mais importante que deverá evitar até ser um trader proficiente e lucrativo é o padrão de Arame Farpado, especialmente quando está a meio da variação diária, perto e do lado errado da MME, e o preço não estão claro ou em forte tendência.

Em primeiro lugar fazer um backtest extensivo

A primeira coisa que um trader precisa de fazer quando tenta uma nova abordagem é imprimir semanas de gráficos do tempo gráfico e mercado que planeia negociar para verificar se as configurações da sua estratégia são válidas.

Aumentar a posição com a experiência e consistência

Um trader só deverá aumentar o tamanho da sua posição após ser consistentemente lucrativo por várias semanas. Contudo, a maioria dos traders leva muitos anos a ser consistentemente lucrativo.

Avaliar a qualidade de uma configuração

A parte mais difícil do trading é decidir se uma configuração é boa o suficiente para colocar um trade. É especialmente difícil fazer ao vivo quando sente que precisa sempre de mais uma barra para ter a certeza, mas logo que esta barra forma, perdeu a melhor entrada. São precisos muitos anos de prática para ser capaz de observar um gráfico e ver instantaneamente o que está a acontecer, e mesmo assim nada é perfeitamente claro.

Contudo, algumas coisas são mais fáceis de reconhecer do que outras, sendo sensato para um iniciado focar-se apenas numas poucas configurações que são mais fáceis de antecipar. Felizmente, existem muitas configurações fáceis de observar com boa probabilidade de sucesso.

Quando o mercado está em tendência

Se o gráfico iniciar perto do canto inferior esquerdo, e estiver perto do canto superior direito não existindo pernas que desceram abaixo do ponto médio do ecrã, ou se existirem swings com muitas barras de tendência touro e apenas pequenas retrações, deverá comprar todas as Máximas 2 quando o preço toca ou penetra na MME.

Logo que esteja na posição e a barra de entrada encerre, mova o seu stop da barra de sinal para um ponto abaixo da barra de entrada. Faça scalp de metade (pode ajustar com experiência), e depois mova o seu stop para breakeven ou talvez um ou dois pontos pior. Adicione em qualquer oportunidade. A maioria dos mercados está numa forte tendência talvez 20 por cento do tempo.

Quando o mercado não está em tendência

Quando os mercados não estiverem claramente em tendência, procure segundas entradas em novas máximas e mínimas swing. Estes dias terão vários swings com a duração de 5 a 10 ou mais barras, e depois da linha de tendência romper, conduz a um swing oposto. Se o movimento de rompimento é forte, aguarde por uma segunda entrada, que geralmente acontece dentro de 5 barras ou aproximado.

O sucesso pode trazer maus hábitos

É natural ficar confiante depois de algum sucesso, e a maioria dos traders começa a adicionar mais configurações ao seu arsenal. Adicionalmente, estes traders odeiam aguardar por uma ou duas horas pelas melhores configurações, enquanto vêm uma série de scalps a desenvolver. A pior coisa a fazer é começar a negociar Arame Farpado. Estas lateralidades acontecem normalmente a meio do dia e depois de estar à procura de uma entrada por várias horas. São usualmente a meio da variação da sessão perto da MME, e parecem sempre tão simples.

O dilema de acompanhar tempos gráficos menores

Outro erro comum é observar o gráfico de 1 minuto. Estes trades parecem tão fáceis de negociar no final do dia, mas ao vivo são bem mais difíceis. Se o seu objetivo é ganhar dinheiro, apenas negoceie os melhores trades, evite o Arame Farpado e o gráfico de 1 minuto.

Um dos melhores padrões de reversão

Um dos melhores padrões de reversão é um rompimento da linha de tendência com forte momento seguido de um teste de reversão que resulta num novo extremo (máxima Alta ou Mínima Baixa). Estas duas pernas são a tentativa de restabelecera a antiga tendência, independentemente do rompimento forte da linha de tendência.

Esta segunda tentativa falhada tem uma grande probabilidade de conduzir a uma forte reversão que terá pelo menos duas pernas, resultando frequentemente numa nova e oposta tendência.

Negociar na primeira hora da abertura dos mercados

Negociar ações na primeira hora ou aproximado é uma das formas mais fáceis de ganhar dinheiro na bolsa. Foque-se em Rompimentos Falhados e Rompimentos com Retração dos padrões do dia anterior. Se houver uma barra de reversão forte, tome a primeira entrada. Se existirem três ou mais barras sobrepostas, aguarde por uma segunda entrada.

Gestão e proteção da posição

Depois de ter 50 cêntimos a 1 dólar de lucro, mova o stop protetivo para breakeven. Tire metade a um terço num dólar de lucro, e talvez tire outro quarto com dois dólares de lucro. Contudo, deixe sempre pelo menos um quarto da sua posição correr até ao stop breakeven ou até existir um claro e forte sinal oposto porque as tendências duram muito mais tempo do que pensaria possível.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

Reversões com Grande Volume no Price Action – Brooks (2009)

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


Quando uma ação se encontra em tendência urso feroz no gráfico diário, e depois tem um dia com volume 5 a 10 vezes o normal, os touros podem ter capitulado e pode estar presente um fundo negociável. O enorme volume do dia é muito frequentemente um dia de lacuna de baixa, e se tiver um forte fecho touro, as probabilidades de uma posição longa lucrativa aumentam.

Os traders não estão necessariamente à procura de uma reversão touro, mas depois de uma venda climática, existe uma boa possibilidades de que existirá pelo menos um movimento de duas pernas no mínimo até a MME, que permitirá um trade lucrativo que poderá durar de dias a semanas.

Por outro lado, no gráfico de 1 minuto do Emini com uma forte tendência urso, se existir uma barra com um grande volume (cerca de 25,000 contratos), é pouco provável que seja o fim da tendência, sendo frequentemente um sinal de que uma retração irá aparecer brevemente, geralmente depois de uma ou duas Mínimas Baixas com menor volume (divergência de volume).

Deverá raramente, se alguma vez, olhar para o volume no gráfico intradiário, por causa do valor do volume que é pouco fiável no gráfico de 5 minutos. Este é o gráfico que deverá usar exclusivamente para o trading.

Depois de uma lacuna de baixa com maior volume, e um dia com uma barra touro, é seguro comprar no fecho da sessão, mas um trader mais cauteloso aguardará o mercado tomar a máxima desta possível barra de sinal. Se o mercado abrir com uma lacuna de alta no dia seguinte, um trader pode comprar a abertura, aguardar por um teste na barra anterior, ou procurar por uma venda climática no gráfico de 5 minutos e comprar na reversão de alta depois da tentativa de fechar a lacuna fechar. Este tipo de movimento é quase sempre seguido pelo menos por duas pernas e uma penetração da MME.

Volumes climáticos de baixa na ausência de price action touro não são razão suficiente para reverter uma tendência urso forte.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

Confissões de um Day Trader

Subscreva a newsletter e acompanhe de perto os pensamentos e desafios de um day trader profissional.