Confissões de um Day Trader #14

A estratégia de day trade continua a evoluir, com a inclusão de tempo gráfico maior na análise e a observação das potenciais zonas de stop loss e alvo.

O tempo gráfico maior, como o de 4 horas, serve para determinar a direção da entrada: comprar, vender ou misto (neste ultimo tanto posso comprar como vender).

A entrada é em função da tendência: alta, baixa ou lateral. Se tiver em dúvida quanto ao tipo de tendência, considero a mesma lateral. Para alguns traders, o uso de médias móveis (por exemplo as 200 MME e 50 MME) também poderão ajudar a visualizar rapidamente qual a direção da tendência.

O gráfico de 5 minutos é onde a ação acontece com o cálculo da entrada, stop e alvo.

Embora possa desenhar nos gráficos vários níveis de stop loss e alvos para um trade (para efeitos de estudo e futuros trabalhos), na prática não faço a gestão do trade após o iníco da operação. O mercado terá de atingir o stop loss ou o alvo para o trade encerrar. Isto evita pensar muito depois de uma posição aberta, deixando o mercado decidir por ele próprio para onde pretende seguir.

Muitos traders movem o stop loss para breakeven logo que obtenham algum lucro, mas na minha observação verifiquei que os market makers estão atentos a esta prática. Muitas vezes, os market makers regressam ao preço breakeven (correndo os stops protetivos) antes de continuarem na direção pretendida.

Confissões de um Day Trader #13

No início, e mesmo depois de algum tempo, o day trade parece tão fácil. É como se o sucesso estivesse ao virar da esquina: é só aguentar mais um pouco que vou ter o mundo a meus pés com todo o dinheiro que vou ganhar na bolsa.

Mas depois a realidade acontece. Mês após mês, ano após ano, etc. os resultados não chegam. O day trader começa pela primeira vez a perder a confiança que tinha inicialmente e pensa em desistir.

É a partir daqui que começa o verdadeiro trabalho, com a consciência do quanto é difícil ter sucesso nos mercados financeiros. O day trader apercebe-se que necessita de construir uma estratégia.

O desenvolvimento de uma estratégia implica ter o mínimo de componentes de forma a se reduzir o número de decisões por trade, pelo menos inicialmente, até se conseguir obter alguma consistência.

Primeiro é natural que a estratégia seja copiada de outro trader. No entanto, a marca de uma estratégia de sucesso, reside na combinação e adaptação de varios métodos até se obter uma estratégia única e diferente adaptada à personalidade de cada indivíduo.

Por isso se explica em grande parte um trader não consegue obter sucesso simplesmente a copiar a estratégia de outro trader.

Confissões de um Day Trader #12

Depois de ter realizado a experiência de trade com os gráficos de linhas, regressei ao método clássico de análise técnica no gráfico de barras ou candles.

O gráfico de linhas tem a vantagem do trader poder focar-se mais na estrutura de mercado com a observação dos topos e fundos (fratais), mas a familiaridade com as candles trouxe-me de volta a este tipo de gráfico.

Numa tentativa de reduzir ainda mais as variáveis de análise do price action e melhorar a consistência vou introduzir algumas alterações:

Alguns traders poderão dizer que ao considerar um indicador não estou a fazer uma análise pura de price action, mas o que importa são os resultados. O próprio Al Brooks usa médias móveis na sua análise.

Confissões de um Day Trader #11

Numa tentativa de simplificar ainda mais a análise técnica de price action, decidi testar a substituição do gráfico de candles pelo gráfico de linhas.

Isto elimina por completo os padrões de candles, com a análise a ser executada apenas com duas componentes (anteriormente eras três componentes): 1) níveis de suporte e resistência e 2) setups de trade.

Esta mudança deve-se a dois fatores. O primeiro é o facto de existirem armadilhas colocadas pelos market makers como corridas aos stops protetivos e breakeven de forma a criarem liquidez no mercado.

O segundo fator é para me concentrar mais na estrutura de mercado com a observação atenta dos fractais (topos e fundos), e sua interação com os níveis de suporte e resistência.

Ainda a nível experimental, estou a introduzir conceitos básicos da Teoria das Ondas de Elliott para complementar a análise da estrutura de mercado. Esta análise é apenas executada nas ondas de curto prazo (tempos gráficos menores) quando existe uma leitura clara.

Confissões de um Day Trader #10

Operar uma estratégia de reversão com um RR de 2 no gráfico de 5 minutos num único mercado, implica uma média de 1 a 2 trades por dia se considerar a abertura da sessão, e uma média de 2 a 3 trades por dia se considerar a sessão completa.

A abertura da sessão, oferece deste modo, uma média de 1,5 trades por dia, o que com a taxa de sucesso de 50% e risco de 2% do valor da conta, dá um lucro médio de 1,5%/dia (0,75×2). Com a mesma taxa de sucesso de 50% e risco de 3%, dá um lucro médio de 2,25%/dia (0,75×3).

Todas estas contas, porque tinha equacionado operar mais do que um mercado ou operar o final da sessão do Nasdaq, de forma a ter mais oportunidades de trade. Má decisão, porque neste momento, o meu foco deverá ser eliminar os erros de trade e aumentar a taxa de sucesso. Depois mais tarde se verá qual o próximo passo.

Os erros de trade são fundamentalmente quatro: 1) entrar fora de suporte ou resistência e 2) entrar sem barra de sinal, 3) alterar a estratégia (de reversão para momento) e 4) aumentar o risco.

Aumentar a taxa de sucesso é mais difícil e requer maior experiência, requerendo ao trader conhecer vários fatores incluindo onde outros traders se encontram encurralados e evitar colocar stops protetivos em locais muito obvios.

Confissões de um Day Trader #09

Os gráficos de análise técnica passaram a incluir o Globex (pré e pós-mercado). Isto significa que cada gráfico contém mais barras do que no horário regular da sessão (9:30 – 16:00 EST).

No entanto, todos os setups continuam a se referir às horas regulares. Por exemplo. um rompimento touro de uma resistência em pré-mercado seguida de um teste no horário regular nessa mesma resistência (resistência tornada suporte) é um setup de teste de rompimento se considerarmos o Globex. Senão tivermos em conta o Globex, trata-se de um setup de reversão como uma cunha ou um rompimento falhado.

O aumento da posição em cada trade levou a que deixasse de usar preço médio contra, que é basicamente adicionar a uma posição quando esta vai contra mim, em vez de encerrar a mesma em stop loss. Perdia em menos dias, mas os dias de perda reduziam significativamente o valor da conta. Se com uma conta pequena, isto não significava uma grande perda monetária, com uma conta grande o prejuízo pode ser significativo.

O uso do stop loss obriga-me a ser mais preciso na entrada, selecionando uma melhor barra de sinal e entrando no tempo certo. Posso ser parado mais vezes, mas a curva de lucro e prejuízo é mais consistente.

O maior desafio numa estratégia de stop loss são os “market makers” que ao procurar liquidez no mercado, localizam onde os traders colocam os seus stops para levar o preço até lá para serem ativados. Existem portanto muitas armadilhas, sendo necessárias muitas horas de ecrã para aprender a operar nestas condições.

Confissões de um Day Trader #08

Depois de alguns ganhos consecutivos no day trade, tendo a relaxar e a escolher setups com menor qualidade. O resultado é a devolução dos lucros ao mercado. É como que se os ganhos que acumulo não me pertencessem, para os distribuir logo de seguida operando de forma descuidada.

Este ciclo repete-se, dificultando a minha evolução para o próximo nível de day trade. Trata-se de um problema de disciplina, pois já estou num nível avançado de conhecimento de price action.

Numa estratégia discricionária, ao contrário de uma estratégia mecânica em que as regras estão claramene definidas, é preciso deixar alguma margem de manobra na interpretação do preço.

No entanto, mesmo numa estratégia discricionária, podem ser definidas algumas regras de trade, nomeadamente a nível de confluência em três fatores:

  1. O preço deve estar junto a um nível de suporte ou resistência.
  2. É observado um setup no nível de suporte e resistência.
  3. A barra de sinal do setup permite uma entrada com um risco adequado.

No ultimo ponto, um risco adequado significa que a distância da entrada ao stop não é muito grande. A barra de sinal ideal é uma barra média, não muito pequena nem muito grande em relação ao tamanho médio das barras.

Confissões de um Day Trader #07

A menos que o mercado se apresente extremamentne volátil, como nos eventos no Covid 19 ou no início da guerra da Ucrânia, prefiro operar setups de reversão.

Muitos outros traders preferem setups de momento, como é o caso do próprio Al Brooks,, e não existe qualquer problema nisso, sendo uma questão de preferência pessoal.

Considero que o pior que se pode fazer até se atingir a consistência, é operar todos os tipos de setup. Mesmo depois de se atingir a consistência, deve-se ponderar muito bem operar mais do que um tipo de setup, a menos que as condições de mercado se alterem susbstancialmente.

O day trader, deve no início, experimentar os dois tipos de setup, e ver qual aquele em se sente mais confortável, e como é óbvio consegue obter melhores resultados. Depois é continuar a desenvolver um tipo, reduzindo os erros e maximizando as oportunidades.

Confissões de um Day Trader #06

Esta semana aumentei o valor do risco no day trade, sendo notória a diferença na abordagem aos mercados.

  1. Procuro barras de sinal com maior qualidade: barras com a cor na direção da entrada e com tamanho médio.
  2. Opto principalmente por setups de reversão, a menos que o mercado prove o contrário com um dia de forte tendência.

Uma boa barra de sinal permite evitar entrar cedo de mais, com o mercado a demonstrar primeiro que tem alguma força na direção da entrada pretendida.

Al Brooks afirma que cerca de 50% das vezes o mercado reverte na abertura, que corresponde à primeira hora da sessão nos índices americanos. Procuro tirar partido desta primeira reversão que ocorre normalmente entre as 9:30 e as 10:30 EST, entrando com um setup de reversão.

Se o mercado não reverter na primeira hora, existe uma boa probabilidade do mercado reverter na segunda hora, entre as 10:30 e as 11:30.

Se o mercado continuar sem uma reversão até às 12:00, então podemos estar perante um dia de forte tendência, pelo que se deve considerar deixar de procurar setups de reversão. Em vez disso, se houver um setup de tendência, entrar na sua direção para aproveitar o momento do dia. Não vale a pena ir contra a força predominante, isto é, remar contra a maré.

No final do dia, se o mercado for apropriado para isso, volto aos setups de reversão, aproveitando os traders que estão a fechar as suas posições proporcionando operações de contra tendência.

Confissões de um Day Trader #05

O início do verão é mararavilhoso porque permite tirar partido dos dias longos e aproveitar a praia que tanto gosto.

Por outro lado, costumo dormir pior nesta época, que aliado a uma vida social mais intensa me causa um grande cansaço, muitas vezes a roçar o esgotamento.

Os traders, e principalmente os day traders que já tem alguma experiência, sabem que operar nestas condições é imprudente, pois a preparação mental, a seguir aos conhecimentos de price action, são o fator mais importante de sucesso na bolsa.

Pretendo também aumentar o tamanho do meu risco nos próximos dias, o que pode ser perigoso nestas condições. No entanto, se estamos à espera das condições perfeitas para alguma coisa, esse momento pode nunca chegar.

Importa portanto adaptar-me, neste caso a minha agenda:

  • Manter um número saudável de compromissos sociais.
  • Ir à praia mais vezes.
  • Manter a rotina diária do yoga.

Confissões de um Day Trader

Subscreva a newsletter e acompanhe de perto os pensamentos e desafios de um day trader profissional.