Confissões de um Day Trader #02

Depois de muito trabalho a estudar e a combinar várias ferramentas de análise técnica, começo a percorrer o caminho da consistência no day trade.

Do micro para o macro, tudo começa pela análise das barras ou candles. Estas revelam a energia dos participantes de mercado e fornecem uma primeira pista da futura direção do preço.

Avançando mais para cima, desenham-se as linhas de suporte e resistência, onde é possível encontrar zonas de liquidez junto a topos e fundos anteriores. Mas também zonas onde ocorreram rompimentos fortes, em que o preço gosta de revisitar estas regiões.

Noutro nível superior, temos os canais que delimitam e contém a direção do preço. Aliados com os princípios básicos da Teoria das Ondas de Elliott, estes providenciam sinais de trade com elevada probabilidade de sucesso.

Nem sempre todos estes níveis e fatores se conjugam para um sinal de trade com elevado nível de confiança. É possível obter bons sinais de trade sem as Ondas de Elliott, que é um conceito avançado, além de que a aplicação prática desta teoria exige muita experiência.

Um trader iniciante ou intermediário deverá apenas focar-se no essencial, usando candles e o suporte e resistência. Quando tiver alguma experiência, poderá acrescentar os canais e finalmente as Ondas de Elliott.

No entanto, refiro que os canais e Ondas de Elliott são opcionais, principalmente estes últimos, podendo uma estratégia de sucesso, mesmo para traders avançados, ser construída apenas á base de candles e suporte e resistência.

Deixe um comentário