Cunhas Falhadas no Price Action – Brooks (2009)

EWZ 5 Min - Cunhas Falhadas

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


A ânsia de uma entrada de contra tendência

As Cunhas geralmente falham quando os traders anseiam muito por uma entrada de Contra Tendência, não aguardam por um rompimento claro de uma linha de tendência e força de contra tendência, e revertem o primeiro padrão de Três Impulsos que aparece.

Os Três Impulsos por si só, especialmente quando pequenos, raramente reverterão uma tendência na ausência de um rompimento anterior de linha de tendência ou uma ultrapassagem de uma linha de canal principal com reversão. Estas Cunhas deverão ser vistas como configurações a Favor da Tendência, e os traders experientes deverão entrar onde os traders de Contra Tendência estarão a sair com as suas perdas.

Falha de falha numa cunha

Algumas vezes depois de uma Cunha reverter, a reversão falha, e a tendência retoma sendo somente seguida por um rompimento falhado de um novo extremo. Esta é uma falha de falha, que é um segundo sinal e, portanto, é provável resultar em pelo menos uma correção de duas pernas. Por exemplo se existir uma Cunha de Topo num touro e o mercado cair um pouco, mas depois reverter novamente para uma nova máxima, e esta nova máxima falha, isto pode conduzir um movimento urso forte uma vez que é uma segunda falha dos touros de empurrar além desta área de preço. O movimento de baixa original da Cunha tipicamente rompe a linha de tendência, e o movimento para uma nova máxima é um teste de Máxima Alta do topo do touro e, portanto, um setup de venda.

Reversão de uma cunha com arame farpado

Quando um mercado tenta reverter uma Cunha no que é uma terceira barra sobreposta consecutiva numa área de dojis (Arame Farpado), isto é aceitação do preço e não rejeição, pelo que faz com que uma reversão seja pouco provável.

Barra externa sem ultrapassagem de linha de canal

Uma barra externa pode encurralar traders numa Cunha na ausência de uma ultrapassagem significativa da linha de canal que só viram os Três Impulsos. Uma Cunha é um tipo de reversão climática, pelo que é necessário comportamento climático para ser eficaz. Tem de existir um impulso forte, e não uma série de barras sobrepostas (uma lateralidade ou uma bandeira).

Espera-se um movimento medido na falha de cunha

Quando uma cunha falha, o movimento seguinte é aproximadamente um Movimento Medido igual à altura da cunha.

Um rompimento de linha de tendência pouco significativo não representa por si só a mudança de sentimento do mercado, parecendo mais uma perna constituída por duas pernas menores. Deverá existir uma segunda perna a seguir a um rompimento significativo da linha de tendência para ser considerada uma reversão.

Numa tendência forte todos os padrões de cunha falham

Numa Tendência a Partir da Abertura, que é um dos tipos de tendência mais fortes, os traders experientes tomam todas as posições a Favor da Tendência e não entram em Contra Tendência.

Quando não existe uma clara rejeição do preço, deverá aguardar por uma segunda entrada no mínimo.

Lateralidades numa tendência são um padrão de continuação

Os traders experientes veem uma lateralidade numa tendência como um padrão de continuação. Barras sobrepostas significam aceitação do mercado, e não rejeição. Precisa de um sinal de rejeição antes de comprar ou vender num urso ou touro. Basear um trade acreditando que o mercado está a reverter em vez de corrigir é uma abordagem perdida. As tendências vão muito mais longe do que a maioria dos traders pensa.

Traders experientes não negoceiam uma Mínima 1 numa lateralidade estreita sem antes uma boa armadilha aos touros. Uma Cunha faz geralmente duas tentativas para subir (duas pernas de alta) pelo que deverá apenas entrar curto se a Cunha falhar, ou se a segunda tentativa no rali falhar.

Lateralidade estreita com barra externa

Numa lateralidade estreita de quatro barras seguidas em que a última barra externa faz um Rompimento Falhado touro de um ponto, em que a segunda e terceira perna formam duas pernas de alta, esta é a primeira operação curta que traders experientes iniciam, porque é uma Mínima 2 numa bandeira urso.

Rompimento em alta de duplo todo configura dia de lateralidade em tendência de alta

Um rompimento de um Duplo Topo do início da sessão pode ser visto com um dia de Lateralidade em Tendência de Alta. É seguro negociar em ambas as direções neste tipo de dias de tendência, mas as longas neste mercado são Contra Tendência pelo que as configurações deverão ser fortes.

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

GRÁTIS! Estratégia de Day Trade

Descubra quatro padrões simples de negociação que poderá usar no gráfico de 5 minutos.