Falhas de Barras de Sinal e Entrada no Price Action – Brooks (2009)

EWZ 5 Min - Falhas de Barras de Sinal e de Entrada

Este artigo contém as minhas notas de estudo do livro Ler Gráficos de Preços Barra por Barra de Al Brooks*, estando integrado num resumo geral da obra, capitulo por capitulo.


Quando os traders entram num negócio, muitos colocam stops protetivos um ponto além da barra de sinal- Depois da barra de entrada, muitos movem o stop um ponto além da barra de entrada. Como sabe isto? Simplesmente a observar os gráficos

Observe qualquer gráfico e encontre possíveis barras de sinal e entrada, e veja o que acontece quando uma barra reverte para além delas. Muitas vezes, a reversão é na forma de uma barra de tendência forte, e a maioria das vezes o movimento será suficiente para pelo menos um lucro scalp. Isto acontece porque assim que os novos traders saem das suas posições com uma perda, ficam mais cautelosos e querem ver mais price action antes de reentrar na mesma direção. Isto deixa o mercado nas mãos de só um lado, pelo que o movimento é geralmente rápido e grande o suficiente para um scalp.

Porque é que um rompimento falhado de 1 ponto é tão comum, especialmente nos Eminis? Com ações, as falhas usualmente têm 1 a 10 cêntimos de rompimento, dependendo do preço da ação e da sua personalidade. Cada ação tem características distintas de negociação, presumivelmente porque muitas das mesmas pessoas negoceiam-na todos os dias, pelo que um pequeno grupo de traders a negociar volume suficiente pode mover o mercado o suficiente para criar padrões recorrentes.

Se o mercado está em lateralidade para baixa num touro fraco, muitos traders acreditam que se a corrente barra se estender um ponto acima da barra anterior, os traders irão comprar aqui num stop. A maioria dos traders astutos esperam isto. Contudo, se outros traders com suficiente volume sentirem que a correção não se estendeu o suficiente (por exemplo, se acreditam que é mais provável um movimento de duas pernas), estes traders poderão ir curto um ponto abaixo da barra anterior. Se o seu volume sobrecarregar o das novas posições longas, e não aparecem novas longas para salvar, o mercado irá provavelmente negociar em baixa por um ponto ou dois.

Neste momento, as novas longas estão a sentir-se nervosas, mas quanto mais tempo o mercado ficar em baixa mesmo que seja por poucos pontos, maior o número de touros preocupados que estejam errados. Muitos irão começar a vender ao mercado, outros irão colocar ordens de saída um ou dois pontos abaixo, talvez baseando estas ordens no gráfico de 1 ou 3 minutos, com a ordem um ponto abaixo da barra mais recente.

Logo que estas ordens sejam ativadas, os novos vendedores irão tornar-se vendedores, empurrando o preço ainda mais para baixo- Também, as curtas originais pressentem que as novas longas estão encurraladas e muitos irão aumentar as suas posições curtas. Á medida que o preço cai três, quatro ou cinco pontos, os compradores que saíram das suas posições irão mudar de comprar para aguardar por mais price action. Na ausência de compradores, o preço continuará a descer à procura de oferta suficiente para satisfazer os vendedores. A certo momento, os vendedores começarão a cobrir e realizar lucros, diminuindo a queda do preço, e os compradores começarão outra vez a comprar. Logo que pressão de compra ultrapasse a pressão de venda, o preço começará a subir novamente,

Quase sempre invariavelmente, estes traders estavam a comprar Contra Tendência antes de um sinal de força touro, como um impulso acima de uma linha de tendência urso. Ou estão a comprar acima de uma enorme barra doji com um corpo pequeno no topo de Arame Farpado ou uma bandeira urso erroneamente lida como uma reversão.

Outra situação comum é quando existe uma enorme barra de tendência com pequena sombra ou sem sombra. Se é uma barra de tendência, muitos traders colocam os seus stops protetivos um ponto abaixo da barra. É comum o mercado trabalhar abaixo e atingir os stops, encurralando os traders e depois revertendo na direção da barra de tendência.

Ainda outra situação, é os Rompimentos com Retração testarem o preço de entrada ao ponto exato, encurralando mãos fracas que depois têm de perseguir o mercado e reentrar a um pior preço.

A Falha de Um Ponto é um sinal fiável de que o mercado irá na outra direção, pelo que procure configurações que permitam a sua entrada: Tudo o que foi dito é verdade para mercados de baixa, e estas falhas também podem por vezes ser dois pontos, e até cinco a dez pontos numa ação de $200. Uma Máxima 2 por si só não é um sinal de compra. Têm de existir sinais de força, e certamente não existirem sintais de reversão (como um rompimento de linha de tendência e reversão em baixa de uma Máxima Alta).

*Tradução do editor para português do título original do livro Reading Price Charts Bar by Bar.

GRÁTIS! Estratégia de Day Trade

Descubra quatro padrões simples de negociação que poderá usar no gráfico de 5 minutos.