Fases de mercado

Última Atualização a 01/06/2020

Embora a estratégia de negociação do investidor minimalista incida sobre os gráficos intradiários através do day trading, é importante conhecer o comportamento do título ou mercado num espaço de tempo mais alargado, ou a longo prazo,

As hipóteses de sucesso aumentam se investirmos na direção de longo prazo. Não quer isto dizer que não se possa investir no curto prazo contra a tendência de longo prazo, mas é preciso uma maior atenção e experiência.

Stan Weinstein, no seu livro clássico “Stan Weinstein’s Secrets for Profiting in Bull and Bear Markets”, divide um título em quatro fases, e tendo em conta o período em que se encontra, exemplificado através do gráfico semanal do índice S&P 500.

Screenshot_2019-12-23-SPX-3221-2-0-49-Naked

Fase1: Acumulação

Os preços formam uma base horizontal onde a ação move-se sobretudo lateralmente, não crescendo nem decrescendo.

Fase 2: Crescimento

Os preços rompem a base horizontal e começam a avançar no sentido ascendente por um período de tempo.

Fase 3: Distribuição

Os preços começam a tender horizontalmente e a perder momento no sentido ascendente.

Fase 4: Decrescimento

Os preços rompem a base horizontal e começam a avançar no sentido descendente por um período de tempo.

De notar que a fase 4 de decrescimento é mais rápida e dramática que a fase 2 de crescimento. Isto acontece por que o pânico e medo são emoções mais fortes que a confiança e otimismo, demonstrada pela venda de ações em massa por parte dos investidores.