O Trader Disciplinado de Mark Douglas – Resumo do Livro

O Trader Disciplinado de Mark Douglas

O Trader Disciplinado de Mark Douglas é uma das obras clássicas de imprescindível leitura no mundo da bolsa de valores, e que aborda os requisitos psicológicos necessários ao sucesso no ambiente de trade.

Neste artigo apresento as minhas notas e o resumo do livro com as citações mais importantes. O artigo irá estar em atualização nos próximos dias, pelo que guarde esta página como referência se pretende seguir o resumo do livro.

Notas iniciais

Os mercados são o oposto da vida real

Aprendemos que a única forma de conseguir o que queremos é adquirir poder para manipular e forçar mudanças no exterior.

Os recursos mentais que cada um de nós usa para obter o que deseja na sua vida não vai funcionar em ambiente de trading. O poder e controlo necessário para manipular os mercados (fazer mover na direção pretendida) estão para além da nossa capacidade, excepto para um pequeno grupo de indivíduos. Os constrangimentos que existem na nossa sociedade para controlar o nosso comportamento não existem no ambiente de mercado. Os mercados não têm poder ou controle sobre o trader.

A liberdade de expressão criativa é infinita num ambiente de trading

São poucas as pessoas que cresceram e aprenderam a operar num ambiente que permite a completa liberdade de expressão criativa, sem qualquer estrutura externa a restringi-las. Num ambiente de trading, é o trader que determina as suas próprias regras e por isso precisa de ter a disciplina necessária para as cumprir.

Num ambiente de trading, as decisões com que nos confrontamos são tão infinitas quanto os movimentos de preços dos quais pretendemos tirar vantagem. Não temos apenas de decidir participar, temos de decidir quando entrar, quanto tempo ficar e em que condições sair. Não há princípio, meio e fim – apenas aquilo que estabelecemos na nossa própria mente.

Existem ambas as possibilidades de realizar os nossos sonhos ou de ficarmos sem nada

Cada operação tem a possibilidade de realizar os nossos sonhos de independência financeira, e simultaneamente, tem o risco de fazer perder tudo o que possuímos. Isto faz com que seja extremamente fácil ignorarmos o risco e acreditar que não é necessário seguir as regras definidas, só desta vez.

O medo e ilusões dos mercados

A maioria dos traders, senão mesmo todos, infligem a si mesmos algum tipo de dano psicológico, definido aqui como um quadro mental potencialmente gerador de medo.

Quando distorcemos as informações de mercado, deixamos de partilhar a mesma realidade dos mercados e entramos na ilusão, na medida em que evitamos a possibilidade de uma desilusão.

O mercado obriga o trader a enfrentar as ilusões que criou sobre a realidade, criando uma consciência dolorosa forçado do mercado.

Controlar a perceção da bolsa

Podemos não ser capazes de controlar os mercados, mas podemos controlar a perceção que temos deles para alcançar um maior grau de objetividade.

Se já sofreu no passado com os mercados, a perceção que tem acabará por influenciá-lo fortemente no sentido de evitar mais sofrimento em vez de procurar oportunidades. O medo de perder dinheiro, estar errado ou perder uma oportunidade vai tornar-se a sua principal motivação para agir ou não agir.

Eliminar o medo e saber o que fazer a cada momento

Antes que alguém consiga ter sucesso num ambiente desestruturado como o trading, é preciso desenvolver um supremo sentido de autoconfiança e segurança. Defino autoconfiança como uma ausência de medo e segurança como saber o que fazer no momento certo e ser capaz do fazer sem hesitar.

As experiências negativas que resultam do trading efetuado sob um estado de medo, ansiedade e confusão, irá criar ou agravar uma crença já existente de impotência. Independentemente dos esforços de esconder dos outros o que se passa num dado momento, obviamente não conseguimos esconder os resultados de nós mesmos.

A importância do ambiente mental no trading

A capacidade do trader fluir com os mercados

Os traders que conseguem ganhar dinheiro de uma forma consistente, numa base semana, mensal ou anual, fazem trading obedecendo a uma disciplina mental.

Quando perguntados sobre os seus segredos de sucesso, afirmam que antes de alcançarem esta consistência desenvolveram e aprenderam a autodisciplinar-se, a controlarem-se emocionalmente e a terem a capacidade de mudarem as suas mentes para estas fluírem com os mercados.

Um processo que leva anos e com muitas dificuldades

Seja no início ou em algum momento das suas carrreiras, todos os traders conhecem a sensação de confusão, frustração, ansiedade e a dor do fracasso.

Os poucos traders que ultrapassam está fase e acumulam riqueza são aqueles que, eventualmente, enfrentaram e trabalharam as questões difíceis psicológicas sobre o que significa ser trader, um processo de compreensão e mudança que demora, normalmente, vários anos, mesmo para os melhores traders.

A atitude mental é aprendida por tentativa e erro

Aprender estas aptidões mentais é frequentemente o resultado de um processo por tentativa e erro que pode ser muito caro financeiramente e geralmente acompanhado de dor emocional e sofrimento. O maior problema de uma abordagem de tentativa e erro no trading é que a maioria das pessoas perde todo o seu dinheiro antes de terminar o processo.

Outros traders que têm dinheiro para continuar a operar, nunca recuperam totalmente do trauma psicológico que infligiram a si mesmos durante este processo. Está realidade faz com que apenas um número relativamente pequeno de pessoas consiga terminar este processo de aprendizagem.

Confiança e medo: duas forças opostas

À medida que o nível de confiança aumenta, o grau de ansiedade, confusão e medo diminui na mesma proporção.

É muito difícil operar e manter o sucesso se está sob pressão financeira. Por isso não deve operar com dmheiro que não se pode dar ao luxo de perder.

A mentalidade do jogador

A natureza dos mercados faz com que seja fácil não enfrentar aquilo que noutra situação será entendido como um problema porque o trade seguinte tem sempre a possibilidade de fazer tudo o resto na vida parecer irrelevante. A maioria dos traders foram afetados pela mentalidade do big trade, recusando lucros menores, mesmo sabendo que era o máximo que possivelmente poderia ganhar.

Estar errado e perder bens não diminuem ninguém como pessoa. O trader tem a liberdade de aceitar que pode estar errado e, eventualmente, aceitar a ideia do fracasso desde que algo positivo e útil possa aprender com a experiência.

Focar no medo de perder em vez das oportunidades de mercado

Em vez de estar focado nas informações de mercado que indicam o potencial de oportunidade, o trader está mais preocupado com as informações que validam os seus medos de perder. A única forma de se aperceber destas oportunidades (exceto depois dos acontecimentos confirmados) será desligar-se da causa do medo e desviar a atenção para o que estava a acontecer no mercado a cada momento.

Uma das maiores lições para um trader de sucesso é saber aceitar a perda sem consequências negativas, sem culpa, sem raiva, sem vergonha ou autopunição.

Os medos bloqueiam a capacidade de perceber porque é tão importante e necessário definir regras de trading e de gestão de dinheiro claras, e de ser capaz de as seguir.

Quanto menos o trader se preocupa se está ou não errado, mais o processo se torna claro, sendo mais fácil entrar e sair de posições, reduzir as perdas e ficar mentalmente disponível para assumir a próxima oportunidade.

As principais diferenças entre o mundo da bolsa e uma carreira tradicional

Esforço e recompensa no trading não são proporcionais

Os princípios de tempo, esforço e recompensa associado à maior parte das situações de trabalho simplesmente não se aplicam aos mercados.

Por causa dos condicionamentos na infância ou educação religiosa, muitas pessoas acreditam que não merecem ganhar dinheiro se não trabalharem.

Não se ajustar às diferenças entre o ambiente cultural e o ambiente de trading, ou simplesmente desconhecer que essas diferenças existem, está na origem dos muitos erros cometidos pela maioria dos traders.

Uma nova metodologia de pensamento não só lhes pode redefinir o comportamento do mercado em termos compreensíveis para evitar tais erros, como também pode gerir as reações emocionais e indisciplinadas deste comportamento.

Os sistemas de trading limitam as opções nos mercados

Os sistemas de trading fornecem uma forma de definir, quantificar e classificar o comportamento do mercado. Dado que os mercados oferecem aos traders uma combinação aparentemente infinita de comportamentos, com as suas correspondentes oportunidades e riscos, é fácil entender como podemos ficar sobrecarregados de tanta informação e possibilidades.

Os sistemas de trading limitam o âmbito do comportamento do mercado e tornam por isso mais fácil de gerir. Dão-nos igualmente uma direção e sugestões sobre o que fazer numa determinada situação de mercado.

Se os sistemas de trading fornecem os a consciência dos sinais de mercado e sugerem os comportamentos em determinadas situações, a metodologia do pensamento ensina aptidões e os seus processos de aplicação.

Uma carreira de sucesso fora do mundo trading não significa exatamente o sucesso na bolsa

A maioria dos traders têm ou tiveram carreiras de sucesso fora do trading, e por isso têm uma grande dose de confiança na sua capacidade de estender o seu sucesso ao ambiente de trading. Está confiança infundada, juntamente com o modo como os mercados distorcem o conceito de recompensa em relação ao tempo e esforço despendido, faz com que o trader tenda a ter expectativas irrealistas sobre o tipo de resultados que deve e pode alcança.

Acreditar que o trading é fácil é a principal razão para formular expectativas irrealistas, sendo provavelmente o principal motivo porque a maioria dos traders nunca irá além dos níveis iniciais de desenvolvimento.

Quando as expectativas de sucesso são muito elevadas, vão criar três obstáculos psicológicos que precisam de ser superados:

  1. Libertar de sentimentos de frustração, culpa ou vergonha.
  2. Identificar e reparar os danos psicológicos causados pelas experiências emocionalmente dolorosas do passado, geradoras do medo.
  3. Libertar de hábitos errados de trading e aprender as competências necessárias ao sucesso na bolsa.

Não se consegue conquistar ou controlar os mercados

Os poucos indivíduos que obtém sucesso, em algum momento da sua experiência tiveram de aprender a travar a tentação de conquistar ou modificar os mercados conforme as suas expectativas ou limitações mentais. Entenderam as implicações psicológicas de um evento que não tem fim, que só inicia quando decidem participar, que só termina quando ganharam o suficiente, e se comporta sem a complacência da sobrevivência individual.

Os mercados são demasiado grandes para que a vontade de uma pessoa ou um grupo de pessoas prevaleça durante muito tempo. Se não tem o poder financeiro suficiente para mover os preços na direção desejada, então tem de aprender a fluir com o mercado e adaptar-se constantemente às condições externas.

Quanto mais o desconforto do trader, mais este terá de mudar

A intensidade do desconforto e dor emocional do trader é uma indicação do grau que este terá de mudar para operar sem medo e ser consistente.

O mercado comporta-se de determinada maneira por causa da interação de centenas de milhares de pessoas. Uma vez que todos estes indivíduos são membros da raça humana, independentemente da sua origem nacional ou convicção religiosa, todos têm uma coisa em comum: a estrutura psicológica da mente humana.

O stress dos traders dá pistas sobre o seu comportamento

Esta estrutura psicológica comporta-se de forma previsível sempre que se depara com stress ou com a necessidade de uma decisão numa fração de segundos.

Mesmo que alguns traders possa concordar com um determinado nível de preço num dado momento, não irão partilhar o impacto que esta experiência tem individualmente sobre cada um.

Como trader, tem constantemente de definir o que é caro e barato em relação às suas expectativas futuras.

O mercado tem sempre razão 

O que um trader acredita sobre o valor de um instrumento e as suas razões para o fazer podem ser de grande qualidade, mas se o mercado não partilhar da mesma opinião, os preços vão mover-se na direção com mais força e não necessariamente no que o trader acredita por mais lógico que o raciocínio seja.

Os conceitos de erro e errado a que estamos habituados a pensar tradicionalmente não existem nos mercados. Títulos académicos, graus, reputação, ou mesmo um alto QI não fazem um trader especialista como o fariam na sociedade. Os traders, no seu conjunto, e agindo com base nas suas crenças sobre o futuro, manifestadas nas suas operações, são a única força capaz de atual sobre os preços e fazê-los avançar ou recuar.

O mercado nunca está errado, apenas existe. Como trader, tem de decidir o que é mais importante – estar certo ou ganhar dinheiro – porque as duas hipóteses nem sempre são compatíveis entre si.

O potencial de ganhos e perdas é ilimitado

A ilusão criada pelos mercados

Num trade nunca sabemos verdadeiramente qual vai ser o trajeto do preço desde a entrada, pelo que nesta perspectiva é fácil entender que não existem limites de quanto o trade pode gerar.

Numa perspectiva psicológica, isto permite cair na ilusão de que cada trade tem o potencial de cumprir o nosso sonho de independência financeira.

Com base na consistência dos participantes de mercado (rácio entre compradores e vendedores), e o seu potencial para atuar como força dominante para fazer mover o preço na direção pretendida, existe sempre a possibilidade de os nossos sonhos se realizarem.

Negar a informação vital

No entanto, os que acreditam nesta possibilidade, vai ter tendência para reunir a apenas as informações que confirmam as suas crenças, negando a informação vital que pode gerar a melhor oportunidade.

Por exemplo, num trade em que estamos a perder e o mercado está a afastar-se da nossa entrada, aumentando ainda mais as perdas potenciais, podemos imaginar apenas o preço regressar a nosso favor, em vez de aceitar a probabilidade de estarmos errados na nossa análise.

Quando a magnitude da perda é devastadora

Este processo de pensamento continuará até que a magnitude da possibilidade de perda seja de tal forma esmagadora e se torne mais forte do que a possibilidade do mercado voltar ao preço pretendido, em que finalmente saímos com uma grande perda.

Psicologicamente, a possibilidade de lucros ilimitados, felicidade, poder, o quer que signifique quando se imagina a ganhar o dinheiro com que sempre sonhou pode ser nefasto. Efetivamente, esta possibilidade existe, mas se é realista acontecer num único trade, isso é outra questão.

Um trader para obter sucesso, tem de libertar-se da ideia de lucros ilimitados num único trade, pois essa ilusão é um grande obstáculo para se entender o mercado de forma objetiva.

Os preços fazem um movimento sem princípio nem fim

Manter uma distância com o significado do dinheiro

Quanto menos significado o dinheiro tiver, menor potencial existe para que o conceito pessoal de quanto é suficiente contamine a percepção de cada trader acerca do movimento dos preço.

Se permitirmos, o mercado irá levar a pensar que existe sempre mais alguma coisa que podemos tirar de uma posição ganhadora, e dará uma razão para justificar a esperança do preço virar a nosso favor numa posição perdedora. Sucumbir a qualquer destas tentações sujeita o trader o trader a algumas consequências negativas e dolorosas.

O trading só começa quando o trader decide entrar no mercado, e só termina quando decide sair do mercado, independentemente dos horários da bolsa.

É mais fácil entrar do que sair

Considerando que existe um potencial ilimitado de lucro no mercado, é mais fácil entrar do que sair. Isto acontece porque sair confronta as crenças pessoais sobre a ganância, medo e fracasso em relação à permanente tentação da possibilidade de lucros ilimitados.

A maioria dos traders tenta simplificar o movimento do preço pensando que este só poderá fazer três coisas: subir, descer ou manter-se inalterado. Alguns traders levam esta lógica distorcida ao acreditarem que existe uma probabilidade de 50/50 num determinado trade.

A combinação infinita da movimentação de preços

Os preços podem mover-se com padrões de milhões de combinações possíveis. A menos que a corretora liquide uma posição, o trader é o único que o pode fechar uma posição.

Se os mercados lhe ficaram com mais do que tinha inicialmente decidido arriscar, então vai provavelmente sentir-se tentado a recuperar o seu dinheiro. Este é o memento em que o fator vingança entra em jogo.

Todos os trades são independentes uns dos outros

O seu trade mais recente não está relacionado com o potencial do mercado num dado momento. Quando se sente compelido a recuperar o que perdeu, coloca-se numa posição de adversário do mercado.

Na realidade, como não consegue se vingar do mercado, ao ter uma crença de vingança, só irá vingar-se de si mesmo.

Existe uma correção direta entre a capacidade de deixar que o mercado nos diga o que é provável acontecer e o grau com que nos libertamos dos efeitos negativos das nossas crenças sobre perda, erro e vingança.

O ambiente desestrutorado do mercado

Estabelecer regras que orientem o comportamento

Num ambiente desestruturado e ilimitado como são os mercados financeiros, é essencial estabelecer regras que orientem o nosso comportamento. Caso contrário, corremos o risco de nos sentirmos sobrecarregados com a quantidade de possibilidades que os mercados tem para nos oferecer, e consequentemente com a possibilidade de grandes perdas.

O grande desafio psicológico de estabelecer regras é termos de assumir a responsabilidade pelas nossas ações e resultados.

O trader deve ser responsável pelos seus atos

Se soubermos exatamente o que fazer e em que condições, então seremos capazes de medir o nosso desempenho, e desta forma sermos responsáveis por nós mesmos.

Isto é aquilo que a maioria dos traders não quer, preferindo manter o seu relacionamento com o mercado misterioso. O trader comum quer desesperadamente ganhar dinheiro, mas pretende fazê-lo de forma que não haja conexão direta entre o que faz e os seus resultados, evitando deste mode responsabilizar-se quando as coisas não correm bem.

Desenvolver um plano e prever o futuro

Para desenvolver um plano, é preciso antecipar os acontecimentos até um determinado grau de profundidade. Estamos a projetar no plano a nossa visão pessoal do futuro e a alinhar as nossas aptidões criativas.

Quando não há liderança clara no mercado, os preços andam geralmente num pequeno intervalo até que algum market maker decida o que fazer.

Explicação para o comportamento coletivo dos participantes do mercado

A explicação racional ou lógica para o comportamento coletivo de traders é anunciada após o acontecimento através da opinião consensual do grupo. Desta forma, o trader mantém a ilusão de racionalidade e responsabilidade porque o que aconteceu com o próprio também aconteceu com os outros traders. 

Organizar e criar uma estrutura é uma das soluções para os muitos problemas mentais que os traders acumulam.

Se não conseguirmos definir o nosso comportamento e o dos mercados, então não seremos capazes de aprender como repetir ganhos ou prevenir perdas. Quando temos uma estrutura e regras definidas antecipamo-nos à multidão.

Assumir responsabilidades é algo extremamente difícil, porque a nossa sociedade não desenvolveu muito este processo de crescimento, e em resultado disso, aprendemos a tornar-nos muito intolerantes com os erros.

A dinâmica dos mercados

O mercado é dinâmico, repleto de eventos, onde a qualquer momento qualquer trader que entre com volume suficiente pode mudar as expectativas de outros traders.

Quando conseguirmos entender as forças internas que afetam o nosso comportamento, bem como assumirmos a responsabilidade pelos nossos atos, então vamos começar a compreender como e porque os outros traders que compõem o grupo se comportam.

Podemos reconhecer e definir bem as nossas necessidades e comportamentos, mas o verdadeiro desafio será os cumprir.

No ambiente de mercado as razões são irrelevantes

Os trades atuam em grupo

Os traders geralmente atuam em grupo, muito semelhante a um cardume ou rebanho. Os traders individuais identificam-se com grupos específicos que interpreram o mesmo tipo de condições de mercado como oportunidades ou ameaças. Como resultado, vão agir em massa perturbando o equilíbrio do mercado, fazendo com que o preço se mova numa direção específica e predominante.

Qualquer comportamento do indivíduo é uma forma de expressão, e qualquer que seja a forma como o indivíduo se queria expressar em sociedade, precisa de dinheiro. Assim, ao nível mais elementar da existência, o dinheiro representa a liberdade de expressão do indivíduo.

Os receios de escassez movem o preço

Qualquer sistema de interação baseado nos receios individuais de escassez fará com que o preço dos bens ou serviços flutue em relação ao grau relativo de segurança ou insegurança que a massa coletiva percepciona num determinado momento.

Risco é a possibilidade de ocorrer uma perda líquida de recursos pessoais (energia, tempo, dinheiro, etc.) numa troca ou tentativa de cumprir uma necessidade. Os preços flutuantes criam oportunidades para os que estão dispostos a assumir o risco.

Todos os traders têm o mesmo objetivo de ganhar dinheiro

Todos os traders têm o mesmo objetivo de ganhar dinheiro pelo que não existem dois traders (comprador e vendedor) a entrar numa operação a menos que os dois tenham crenças opostas sobre o preço futuro do ativo que está a ser operado.

Para se ganhar dinheiro nos mercados é preciso determinar como a maioria dos traders interpreta as condições externas em relação ao medo de escassez, ao medo de perder ou a ambos.

Etapas para o sucesso no trading

A impotência do trader para mudar os acontecimentos

No ambiente do trading o resultado das nossas decisões é imediato e o trader é impotente para mudar o rumo dos acontecimentos, apenas pode mudar a sua mente. O poder que tem para gerar resultados satisfatórios reside no seu grau de flexibilidade mental. Tem de aprender a fluir com os mercados.

Abrir um trade significa ter uma crença sobre o futuro

Quando abrimos uma posição, tenso uma determinada crença sobre o futuro. Precisamos de aprender a não procurar que as nossas expectativas sejam realizadas exatamente como esperamos. Libertar-nos deste anseio irá fazer com que mudemos de perspetiva e permitir que nos apercebamos das oportunidades no mercado num dado momento, de forma totalmente livre como se não tivéssemos nenhuma posição aberta.

Ao construir uma atitude de conhecimento sobre o funcionamento do ambiente mental, o trader vai ser capaz de mudar para conseguir percepcionar os mercados a partir de uma perspetiva objetiva, para eventualmente operar de forma intuitiva.

O caminho do sucesso

Existem dois temas dominantes que estão não base desta abordagem:

  1. Cada trader cria na sua mente o mercado com base nas suas crenças, perceções, intenções e regras.
  2. Os resultados de trade ocorrerão em função do grau de aptidão nas seguintes áreas: 2.1 Perceção – capacidade de identificar oportunidades. 2.2 Execução – capacidade de realizar um trade. 2.3 Acumulação – capacidade de aumentar o saldo da conta ao longo de um período de tempo ou uma série de trades.

A necessidade da auto-aceitação

A transformação pessoal, o crescimento e a aprendizagem de novas aptidões dependem da auto-aceitação pessoal, porque na sua essência é uma tentativa de criar uma nova dimensão de nós mesmos. É um objetivo projetado no futuro que tentamos atingir, trabalhando e crescendo nesse sentido.

À medida que cultivamos crenças mais fortes na nossa auto-aceitação, percebemos como o mercado reflete o nosso nível de desenvolvimento de competências dando informações sobre as competências que temos de trabalhar para pudermos ter cada vez mais sucesso.

Deixe um comentário

Confissões de um Day Trader

Subscreva a newsletter e acompanhe de perto os pensamentos e desafios de um day trader profissional.