Padrões de Candles (Barras) – Guia Prático

Os padrões de candles ou barras dividem-se em dois tipos: i) padrões de reversão e ii) padrões de continuidade. Ter em atenção que numa tendência, muitos dos sinais de entrada são com padrões de reversão no final da retração, estando neste caso a reverter a retração e seguindo a tendência geral anterior.

Os exemplos abaixo apresentados são para padrões de compra ou touro. Aplica-se o inverso em padrões de venda ou urso. No final do artigo são ainda introduzidas várias dicas de como operar os padrões de candles com os conceitos de barra de sinal, barra de entrada e falhas.

Para uma introdução genérica às candles ou barras, leia o artigo Existem Dois Tipos de Barras/Candles.


Padrões de reversão e continuidade

Barra de Reversão – R

Tipo: Reversão

Uma barra de reversão touro (R), também chamada de barra de pines, é i) uma barra com uma sombra inferior e ii) um fecho acima da abertura e do meio da barra numa reversão de alta. As barras de reversão relativamente pequenas falham frequentemente, sendo melhor aguardar por uma segunda entrada (2E). Uma barra de reversão touro deve ter a sombra inferior com pelo menos dois pontos abaixo da barra anterior numa reversão de alta. Um doji (D) antes de uma barra de reversão enfraquece o sinal. Uma barra de reversão como barra de sinal é mais forte se tiver um corpo na direção da entrada.

A entrada stop para uma barra de reversão touro R é um ponto acima da máxima e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima.

E-mini NQ - Barra de reversão

Barra de Pines – P

Tipo: Continuidade

Uma barra de pines (P) é similar à barra de reversão (R), com a exceção de a ultima é operada a favor da tendência, ao contrário da primeira que é operada contra tendência. Os traders de contra tendência tentaram duas vezes reverter o mercado, mas falharam em ambas as vezes. A segunda entrada/retração deverá ter uma barra interna (I) de sinal.

A entrada stop para uma barra de pines touro R é um ponto acima da máxima e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima.

E-mini NQ - Barra de pines

Barra de Reversão Dupla – R2

Tipo: Reversão

Uma barra de reversão dupla (R2) é um par de barras com cores opostas. Uma barra de tendência urso seguida de uma barra de tendência touro é um padrão de reversão touro. Estas duas barras são uma barra de reversão (R) num tempo gráfico maior. A R2 deverá ser clara e não se sobrepor com as barras anteriores. Se uma R2 ocorrer numa retração, entrar numa segunda entrada (2E).

A entrada stop numa barra de reversão dupla R2 é um ponto acima da máxima das duas barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das duas barras.

E-mini NQ - Barra de reversão dupla

Barra de Reversão Tripla – R3

Tipo: Reversão

Uma barra de reversão tripla (R3) consiste numa barra de tendência urso, seguida por uma barra de pausa (por exemplo um doji), e uma barra de tendência touro. Estas três barras geralmente formam uma barra de reversão (R) num tempo gráfico maior.

A entrada stop numa barra de reversão R3 é um ponto acima da máxima das três barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das três barras.

E-mini NQ - Barra de reversão tripla

Barra Interna – I

Tipo: Reversão ou Continuidade

Uma barra interna (I) é uma barra com o preço contido na barra anterior (máxima inferior à máxima da barra anterior e mínima superior à mínima da barra interior). A barra interna I pode ser um padrão de reversão ou continuidade dependendo do contexto, como por exemplo a reversão do rompimento falhado de uma bandeira final (BF), continuação da tendência no final de uma retração ou da primeira retração (1R).

A entrada stop numa barra interna I é um ponto acima da sua máxima e o stop protetivo um ponto abaixo da sua mínima. O próximo stop protetivo maior é abaixo da mínima da barra anterior que contém a barra interna.

E-mini NQ - Barra interna

Barra Interna Dupla – II

Tipo: Reversão ou Continuidade

Um padrão de barra interna dupla (II) é uma barra interna contida noutra barra interna (duas barras internas consecutivas). O padrão é frequentemente uma lateralidade ou triângulo num tempo gráfico menor, e, portanto, uma área de equilíbrio, funcionando como um padrão de continuidade ou reversão consoante for localizado no início ou final de uma tendência respetivamente. Pode funcionar como bandeira final (BF).

A entrada stop num padrão de barra interna dupla II é um ponto acima da máxima da ultima barra interna e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das duas barras.

E-mini NQ - Barra interna dupla

Barra Externa – E

Tipo: Reversão ou Continuidade

Numa barra externa (E) a máxima é acima da máxima da barra anterior e a mínima é abaixo da mínima da barra anterior. A barra externa atua como reversão ou continuação consoante for localizado no início ou final de uma tendência respetivamente. A sua força advém de encurralar traders de ambos os lados (touros e ursos). Pode funcionar como bandeira final (BF).

A entrada stop numa barra externa E é um ponto acima da máxima e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima.

E-mini NQ - Barra externa

Barra Externa Dupla – EE

Tipo: Reversão ou Continuidade

Um padrão de barras externa dupla (EE) consiste em duas barras externas consecutivas que podem ser um padrão de reversão ou continuação consoante for localizado no início ou final de uma tendência respetivamente. O padrão funciona geralmente como uma dupla armadilha, à semelhança da barra externa simples E. Pode funcionar como bandeira final (BF).

A entrada stop num padrão de barras EE é um ponto acima da máxima das duas barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das duas barras.

E-mini NQ - Barra externa dupla

Padrão de barras Interna/Externa/Interna – IEI

Tipo: Reversão ou Continuidade

Um padrão de barras interna-externa-interna (IEI) consiste numa barra interna seguida por uma barra externa e novamente por outra barra interna. Pode ser um padrão de reversão ou continuação consoante for localizado no início ou final de uma tendência respetivamente É geralmente visto como uma segunda entrada (2E) de contra tendência, e, portanto, uma segunda tentativa de reverter o preço. Pode funcionar como bandeira final (BF).

A entrada stop num padrão IEI é um ponto acima da máxima da barra interna e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima da barra interna ou abaixo da mínima das três barras.

E-mini NQ - Barra interna/externa/interna

Padrão de barras Externa/Interna/Externa – EIE

Tipo: Reversão ou Continuidade

Um padrão de barras externa-interna-externa (EIE) consiste numa barra externa seguida por uma barra interna e novamente por uma barra externa. Pode ser um padrão de reversão ou continuação consoante for localizado no início ou final de uma tendência. A ultima barra externa funciona como uma armadilha, dando um sinal de venda ao descer abaixo da mínima da barra interna para reverter, para fechar depois acima da máxima da barra interna. Esta armadilha pode resultar num movimento rápido. Pode funcionar como bandeira final (BF).

A entrada stop de um padrão EIE é um ponto acima da máxima das três barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das três barras.

E-mini NQ - Barra externa/interna/externa

Bandeira Final – BF

Tipo: Reversão

Uma bandeira final (BF) é uma perda de momento num padrão sobreposto e horizontal no que pode ser a ultima retração antes de uma potencial reversão. Forma geralmente uma lateralidade num tempo gráfico menor sendo uma área de equilíbrio entre touros e urso. Pode ser apenas uma ou algumas barras sobrepostas, como os padrões I, E, II, EE, IEI ou EIE. É esperado o rompimento da bandeira falhar e reverter.

No padrão BF, é frequente ver o sinal de entrada ativado do lado errado para depois reverter no sentido contrário. O primeiro target do rompimento falhado é o outro lado da BF.

E-mini NQ - Bandeira final

Retração de Rompimento com Barra Interna – RPI

Tipo: Reversão ou Continuidade

Uma retração de rompimento com barra interna (RPI) é uma barra de rompimento (BR) seguida de uma barra interna (I). Este padrão é de continuidade se for operado no início de uma tendência, e de reversão se for operado no final de uma tendência, funcionando neste ultimo caso como bandeira final (BF).

A entrada stop num padrão RPI é um ponto acima da barra interna I e o stop protetivo um ponto abaixo da barra interna I.

E-mini NQ - Retração de rompimento com barra interna

Como operar padrões de candles (barras)

Barra de sinal – BS

A barra ou padrão de sinal BS (padrão se tiver mais do que uma barra), é o sinal para uma possível entrada numa posição. A BS torna-se num sinal de entrada se a barra seguinte ultrapassar a sua máxima em um ponto com uma entrada stop. O primeiro stop protetivo é um ponto abaixo da BS. Pode se usar um stop maior, mas neste caso o target fica mais distante parase manter o mesmo rácio risco recompensa. A entrada, stop protetivo e target devem preferencialmente ser ajustados em função da estrutura de mercado.

E-mini NQ - Barra de sinal

Barra de Entrada – BE

A barra que ultrapassa a barra de sinal e ativa a ordem de entrada torna-se na barra de entrada (BE).

Uma boa barra de entrada é uma barra de tendência com pequenas sombras e preferencialmente maior do que a barra de sinal.

O que faz uma boa barra de entrada? Muitos traders a observar e a entrar na mesma altura. Se a barra de entrada for boa, poderá mover o stop um ponto abaixo desta, depois do preço romper a sua máxima.

E-mini NQ - Barra de entrada

Barra de Entrada Falhada – BEF

Se entrou com uma boa barra ou padrão de sinal (BS), então muitos outros traders entraram consigo. Se o mercado não continuar na direção pretendida imprimindo uma barra de entrada (BE) de fraca qualidade, existe uma boa probabilidade do trade falhar, sendo que deverá tentar sair com uma pequena perda.

Uma BE fraca é uma barra de tendência (T) na direção contrária ou uma barra doji (D). Significa que entraram muitos vendedores na abertura da barra, existindo uma boa probabilidade do trade falhar.

Se uma BE reverter e fechar abaixo da máxima da BS é considerada uma barra de entrada falhada (BEF). Se quiser operar a falha, entre por exemplo num stop abaixo da mínima da BS. Neste caso, esteja atento à segunda tentativa dos traders de contra tendência reverterem o preço.

Os rompimentos falhados de poucos pontos (1pf ou 5 pf) ou de atingir um target comum, fortalecem o sinal de BEF.

Quando o sinal é ativado do lado errado

É comum o sinal ser ativado do lado errado (como o preço abaixo da barra de sinal para uma compra). Nestes casos é melhor aguardar por mais price action, como por exemplo uma segunda entrada (2E).

Um sinal de reversão ativado no lado errado cria geralmente alguma sobreposição, que é seguida de algum padrão de lateralidade. A lateralidade significa que existem vendedores acima e compradores abaixo.

Quando existe uma barra interna a seguir à barra de sinal que não ativa o sinal de reversão

É comum a barra a seguir ao sinal de reversão se tornar numa barra interna. Isto é geralmente a primeira retração de uma possível reversão. Muitas vezes a retração é algum tipo de micro topo fundo, um reforço do sinal de reversão, mas que também cria alguma sobreposição. As sobreposições funcionam geralmente como ímanes (pequenas lateralidades estreitas), atraindo o price action.

Quando mercado se parece com Arame Farpado

O arame farpado (AF) é um tipo de lateralidade estreita de várias barras, muitas das quais doji (D). Se o AF ocorrer antes de um sinal, pode diminuir a probabilidade de sucesso do trade. É melhor não operar o AF, a menos que se tenha muita experiência e consiga reverter o mesmo depois de rompimento falhado numa pequena barra junto aos extremos. Na maioria das lateralidades estreitas, os rompimentos falham, por isso mais vale a pena ficar fora junto ao AF, e aguardar por mais price action.

3 comentários em “Padrões de Candles (Barras) – Guia Prático”

  1. Olá, sou do Brasil
    conheci esse site por esses dias e estou gostando muito e quero agradecer pelo conteúdo disponibilizado esta sendo de grande ajuda.
    Ainda sou iniciante no método, mas gostaria de dar uma dica : Vocês poderiam por uma ilustração em cada padrão que ficaria muito mais fácil o aprendizado.
    Mais uma vez obrigado pelo conteúdo.

    Responder
    • Olá, agradeço a mensagem e interesse no blog. Na próxima atualização do artigo acrescentaremos as ilustrações de cada padrão.

      Responder

Deixe um comentário

Confissões de um Day Trader

Subscreva a newsletter e acompanhe de perto os pensamentos e desafios de um day trader profissional.