Reflexões de Fim de Ano (VI)

O blog pessoal como o conhecíamos até à uns anos atrás morreu, tendo sido transferido para outras redes como o Substack ou Medium.

Será que ainda faz sentido ter um blog pessoal em 2024?

As novas plataformas, incluindo as redes sociais, pemitem alcançar uma maior audiência. Um blog tradicional implica criar conteúdos comerciais pesquisados pelo público e colocar publicidade (Adwords) para serem relevantes no Google.

Os conteúdos e experiências pessoais de um indivíduo já não são relevantes para o Google como eram noutros tempos, pelo que um blog pessoal numa plataforma como o WordPress é insignificante na web.

Por todos estes motivos, e à medida que o final do ano se aproxima, estou cada vez mais decidido a abandonar o blog e a mudar para outras bandas.

Já tenho o canal Telegram onde publico os trades em tempo real e alguma análise técnica. Por um lado, o canal não irá crescer muito mais mantendo o rumo atual. Por outro lado, não tenho interesse financeiro nas minhas publicações online. Isto conduz a uma encruzilhada.

No entanto, é bom partilhar e conhecer a realidade de outros traders, pelo que inevitavelmente terei de estender o meu alcance na comunidade.

O youtube é a primeira opção para partilhar o Live se fizesse da bolsa a minha atividade profissional a tempo inteiro, o que não é o caso. A plataforma X, com todos os seus defeitos, é a segunda opção para publicações gerais. O Substack é a terceira opção para escrever e refletir sobre algumas matérias.

Depois existe ainda a questão da língua portuguesa. Existe muita pouca gente na comunidade lusófona a escrever sobre a bolsa do “Tio Sam”. O inglês seria a escolha natural para uma cobertura internacional, mas isto é tema para outro artigo.