Padrões de Candles (Barras) – Guia Prático

Os padrões de candles ou barras dividem-se em padrões de reversão e padrões de continuidade. Mesmo numa tendência, muitos dos sinais de entrada são com padrões de reversão, com os traders de price action a entrar na reversão no final da retração, e esperando que o mercado retome na direção da tendência principal.

Os exemplos apresentados neste artigo descrevem padrões de compra ou touro. Aplica-se o inverso em padrões de venda ou urso. No final do artigo, são apresentadas várias particularidades do trade, e como operar com as barras de sinal, barras de entrada e falhas.

Para uma introdução genérica ao tema, leia também o artigo Existem Dois Tipos de Barras/Candles.

Padrões de reversão

Barra de Reversão – R

Uma barra de reversão (R), também chamada de barra de pines, é uma barra com uma sombra inferior e um fecho acima da abertura e do meio da barra numa reversão de alta. As barras de reversão relativamente pequenas falham frequentemente sendo melhor aguardar por uma segunda entrada (2E). Uma barra de reversão deve ter a sombra com pelo menos dois pontos abaixo da barra anterior numa reversão de alta. Um doji (D) antes de uma barra de reversão enfraquece o sinal.

A entrada stop para uma barra de reversão R é um ponto acima da máxima e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima.

Barra de Reversão Dupla – 2R

Uma barra de reversão dupla (2R) é um par de barras de cores opostas. Uma barra de tendência urso seguida de uma barra de tendência touro é um padrão de reversão touro. Estas duas barras são uma barra de reversão (R) num tempo gráfico maior. Uma barra 2R deverá ser clara e não se sobrepor com as barras anteriores. Se uma barra 2R ocorrer numa retração, entrar numa segunda entrada (2E).

A entrada stop numa barra de reversão 2R é um ponto acima da máxima das duas barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das duas barras.

Barra de Reversão Tripla – 3R

Uma barra de reversão tripla (3R) consiste numa barra de tendência urso, seguida por uma barra de pausa (por exemplo um doji), e uma barra de tendência touro. Estas três barras geralmente formam uma barra de reversão (R) num tempo gráfico maior.

A entrada stop numa barra de reversão 3R é um ponto acima da máxima das três barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das três barras.

Barra Interna – I

Uma barra interna (I) é uma barra de contra tendência com um fecho touro e o preço contido na barra anterior (máxima inferior à máxima da barra anterior e mínima superior à mínima da barra interior). As barras internas são excelentes barras de sinal (BS) para um rompimento falhado (RF), continuação da tendência anterior no final de uma retração, e funcionam melhor na primeira retração (1R).

Por vezes existe uma reversão de barra interna, com o critério mais importante uma ultrapassagem de linha de canal (LC) ou uma segunda entrada (2E) da ultrapassagem, esta última entrada com maior probabilidade de sucesso. Nesta situação deve existir espaço para um trade lucrativo do outro da barra que contem a barra interna.

A entrada stop numa barra interna I é um ponto acima da sua máxima e o stop protetivo um ponto abaixo da sua mínima. O próximo stop protetivo maior é abaixo da mínima da barra anterior que contém a barra interna.

Barra Interna Dupla – II

Um padrão de barra interna dupla é uma barra interna contida noutra barra interna (duas barras internas consecutivas). O padrão é frequentemente uma lateralidade ou triângulo num tempo gráfico menor, e, portanto, uma área de equilíbrio.

A entrada stop num padrão de barra interna dupla II é um ponto acima da máxima da ultima barra interna e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das duas barras.

Barra Externa – E

Numa barra externa (E) a máxima é acima da máxima da barra anterior e a mínima é abaixo da mínima da barra anterior. As barras externas atuam como reversão ou continuação dependendo do contexto. A sua força advém de encurralar traders de ambos os lados.

A entrada stop numa barra externa Eé um ponto acima da máxima e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima.

Padrão de barras Interna/Externa/Interna – IEI

Um padrão de barras IEI consiste numa barra interna seguida por uma barra externa e novamente por outra barra interna. É geralmente uma segunda entrada (2E) de contra tendência, e, portanto, uma segunda tentativa de reverter o preço.

A entrada stop num padrão IEI é um ponto acima da máxima da barra interna e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima da barra interna ou abaixo da mínima das três barras.

Padrão de barras Externa/Interna/Externa – EIE

Um padrão de barras EIE consiste numa barra externa seguida por uma barra interna e novamente por uma barra externa. A ultima barra externa funciona como uma armadilha, dando um sinal de venda ao descer abaixo da mínima da barra interna para reverter e fechar acima da máxima da barra interna. Esta armadilha pode resultar num movimento rápido. O padrão EIE pode ser uma barra de reversão (R) num tempo gráfico maior.

A entrada stop de um padrão EIE é um ponto acima da máxima das três barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das três barras.

Barra Externa Dupla – EE

Um padrão de ba EE consiste em duas barras externas consecutivas que podem ser um padrão de reversão ou continuação dependendo do contexto. O padrão funciona geralmente como uma dupla armadilha, à semelhança da barra externa simples E.

A entrada stop num padrão de barras EE é um ponto acima da máxima das duas barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima das duas barras.

Bandeira Final (BF)

Uma bandeira final (BF) é uma perda de momento num padrão sobreposto e horizontal no que pode ser a ultima retração antes de um possível rompimento de linha de tendência ou reversão. Forma geralmente uma lateralidade num tempo gráfico menor sendo uma área de equilíbrio entre touros e urso. Pode ser apenas uma ou algumas barras sobrepostas, como os padrões I, IEI e II. É esperado o rompimento da bandeira falhar e reverte.

No padrão BF, é frequente ver o sinal de entrada ativado do lado errado para depois reverter no sentido contrário. O primeiro target do rompimento falhado é o outro lado da BF.


Padrões de continuação

Existem frequentemente retrações de rompimento (RRT) depois e uma reversão (continuação numa nova tendência ou tentativa de tendência).

Retração de Rompimento com Barra Interna – RRPI

Uma barra interna (I) a seguir a um rompimento (RP) pode ser tratada como uma retração de rompimento (RRP) com entrada na direção da tendência. Alguns dos sinais transformam-se numa bandeira final (ver padrão BF acima). Alguns dos sinais são pequenas barras internas para uma reversão menor da barra de rompimento grande e podem ativar na direção errada, pelo que este padrão pode ser operado em ambas as direções.

A entrada stop num padrão RTI é um ponto acima da barra interna I e o stop protetivo um ponto abaixo da barra.

Dupla Retração de Rompimento com Barra Interna – 2RRP

Uma dupla retração de rompimento (2RRP) é outra variação da retração de rompimento RRPI que pode ser operada a favor da tendência. Os traders de contra tendência tentaram duas vezes reverter o mercado, mas falharam em ambas as vezes. A segunda entrada/retração deverá ter uma barra interna (I) de sinal.

A entrada stop para o padrão 2RTI é um ponto acima da máxima de ambas as barras e o stop protetivo um ponto abaixo da mínima de ambas as barras.


Como operar padrões de candles (barras)

Barra ou padrão de sinal – BS

Logo que surja um sinal no gráfico, coloque uma ordem stop de entrada um ponto acima da barra ou padrão de sinal. O stop protetivo mais perto é um ponto abaixo da barra ou padrão. Pode ser usado um stop mais folgado do que a distância da barra mais um ponto, mas isto poderá levar a um target mais longe para manter o mesmo rácio risco recompensa. A entrada, stop e target devem ser preferencialmente ajustados em função da estrutura de mercado.

Barra de Entrada – BE

A barra que ultrapassa a barra de sinal e ativa a ordem de entrada torna-se na barra de entrada.

Uma boa barra de entrada é uma barra de tendência com pequenas sombras e preferencialmente maior do que a barra de sinal. O que faz uma boa barra de entrada? Muitos traders a observar e a entrar no mesmo trade. Se a barra de entrada for boa, poderá mover o stop um ponto abaixo desta, e depois do preço romper a sua máxima.

Se a barra de entrada for fraca, ou se existirem vendedores na sua abertura, existe uma boa probabilidade do trade falhar.

Barra de rompimento – BR

A barra de entrada é a barra que se move acima da máxima da barra de sinal ou quando um padrão é ativado. Se não existir uma boa barra de entrada (barra de tendência), poderá ser iniciado o trade acima da barra de rompimento a seguir à barra ou padrão de sinal.

Barra de Entrada Falhada

Se entrou com uma barra ou padrão de sinal razoável, então muitos outros traders entraram consigo, sendo que se o mercado for contra si na barra de entrada, deverá tentar sair com uma pequena perda.

Quando uma barra ou padrão de sinal forte é ativado, e pausa, provavelmente indica que i) existem traders a entrar na direção contrária à sua ou ii) outros traders estão a fechar as suas posições na ativação do seu sinal.

Se a barra de entrada reverte e fecha abaixo da máxima do sinal é considerada uma barra de entrada falhada. Se quiser operar na falha, a melhor forma de entrar neste caso é quando o sinal de reversão falha, por exemplo, um stop abaixo da mínima da barra ou padrão de sinal. Esteja, no entanto, atento à segunda tentativa dos traders de contra tendência reverter o preço.

Os rompimentos falhados de pontos fortalecem uma barra de entrada falhada, como um rompimento de falhado de 1 ou 2 pontos, ou uma falha de atingir um target comum.

Quando um sinal que é ativado do lado errado

É comum um sinal se ativado no lado errado (preço abaixo da barra de sinal para uma compra). Nestes casos é melhor aguardar por mais price action, como uma segunda entrada por exemplo.

Um sinal de reversão ativado no lado errado cria geralmente alguma sobreposição seguida de algum padrão de lateralidade, significando que existem vendedores acima e compradores abaixo.

Quando existe uma barra interna a seguir à barra de sinal que não ativa o sinal de reversão

É comum a barra a seguir ao sinal de reversão se tornar numa barra interna. Isto é geralmente a primeira retração de uma possível reversão. Muitas vezes a retração é algum tipo de micro topo fundo ou micro topo duplo, um reforço do sinal de reversão, mas que também cria alguma sobreposição. As sobreposições funcionam como ímanes (pequenas lateralidades estreitas) que puxam geralmente o preço de volta.

Geralmente existem muitas tentativas dos traders de contra tendência antes de uma reversão bem sucedia.

Preço alvo (Target)

Numa lateralidade, se está a operar um sinal de reversão touro, será sensato sair na mínima de uma barra urso durante o segundo impulso de alta. Numa tendência touro, poderá geralmente fazer swing abaixo de uma barra urso durante o terceiro impulso de alta.

Muitos traders entram numa ordem stop e usam um stop protetivo de uma  barra para operar um sinal de reversão. Isto significa que o risco inicial do trade é o sinal com o tamanho da barra ou padrão de reversão. São geralmente usados como preços alvo múltiplos do risco inicial.

Arame Farpado

O arame farpado (AF) é um tipo de lateralidade estreita de várias barras, muitas das quais doji (D). Se o AF ocorrer antes de um sinal, pode diminuir a probabilidade de sucesso do trade. É melhor não operar o AF, a menos que se tenha muita experiência e consiga reverter o mesmo depois de rompimento falhado numa pequena barra junto aos extremos. Na maioria das lateralidades estreitas, os rompimentos falham.

EURUSD – Tendência de Baixa Forte – 17/09/2021

gráfico 5 minutos
Na sessão de Londres, o EURUSD corrigiu cerca de 50% (C50) da sessão anterior até à abertura da sessão de Nova Iorque, perto do número redondo (NR) 1.1800. Aqui foi observada uma oportunidade de trade curta de reversão na linha de canal (LC) com uma barra de sinal 2R. A segunda oportunidade curta surgiu após o rompimento e retração (RRP) da mínima do dia anterior (mDA) com uma barra de sinal IEI.

gráfico diário
Barra de tendência urso a romper a mínima da direção anterior a fazer um teste de rompimento (TR) de 20/08.

EURUSD – Tendência de Baixa e Lateralidade – 16/09/2021

gráfico 5 minutos
Na sessão de Nova Iorque, e pouco depois da abertura, o EURUSD reverteu a tendência de baixa da sessão de Londres formando um padrão de fundo arredondado (FA) e um padrão de cabeça e ombros invertido no rompimento da linha de tendência (RLT), tendo dado uma oportunidade de trade longo. O mercado fez uma reversão menor até à bandeira topo duplo (BTD) e entrou em lateralidade.

gráfico diário
Barra de tendência urso a romper e a fechar abaixo das ultimas cinco barras doji (D) em direção ao suporte da lateralidade.

EURUSD – Lateralidade em Tendência de Baixa – 15/09/2021

gráfico 5 minutos
Na sessão de Nova Iorque, o EURUSD rompeu em em baixa a primeira lateralidade com três oportunidades de trade curto na retração do rompimento (RRT): a primeira com padrão RRT simples, a segunda com bandeira topo duplo (BTD), e a terceira na confirmação da lateralidade (Lat).

gráfico diário
Quinta barra doji (D) consecutiva a meio de lateralidade.

EURUSD – Rompimento de Alta e Reversão – 14/09/2021

gráfico 5 minutos
Na sessão de Nova Iorque, o EURUSD rompeu em força acima da máxima do dia anterior (MDA) com uma grande barra de rompimento a fechar junto à máxima, o que podia assinalar um potencial lateralidade. Houve uma oportunidade de trade longo na retração deste rompimento na retração de cunha (Cun) junto à MDA na segunda entrada (2E) / primeira retração (1R). O preço não teve o momento de alta aspectável e deu apenas para um scalp.

gráfico diário
Quarta barra doji (D) consecutiva a meio da lateralidade entre os dias 20/08 e 03/09.

EURUSD – Reversão e Tendência de Alta – 13/09/2021

gráfico 5 minutos
Na sessão de Nova Iorque, o EURUSD reverteu o canal de baixa da sessão de Londres com a primeira oportunidade de posição longa na reversão da linha de canal (LC) com rompimento falhado de suporte intradiário. A oportunidade seguinte foi um trade longo na primeira retração (1R) após a reversão do RF do suporte diário, tendo o preço continuado depois em alta

gráfico diário
Impressão de uma barra de reversão touro fraca doji (D) a meio da lateralidade entre os dias 20/08 e 03/09.

Mini Índice – Canal de Baixa – 10/09/2021

#plano de trade #abreviações

gráfico 5 minutos
O Mini Índice abriu em alta acima da máxima do dia anterior (MDA) para reverter logo de seguida após a barra interna (I) e descer até à variação diária do ultimo dia. A sessão desenvolveu num canal de baixa e rompeu e mínima da semana anterior (mSA). Foram encontradas duas oportunidades de venda na retração de rompimento (RRP) da mSA e junto à linha de tendência (LT)

gráfico diário
Impressão de barra de tendência (T) urso a testar a mínima de 19/08.

EURUSD – Lateralidade em Tendência de Baixa – 10/09/2021

gráfico 5 minutos
Na sessão de Tóquio/Londres, o EURUSD rompeu a máxima e reverteu para a variação do dia anterior. Na sessão de Nova Iorque, testou e reverteu a máxima do dia anterior numa cunha ascendente divergente para depois continuar até ao final do dia numa lateralidade em tendência de baixa.. Foram encontradas quatro oportunidade de negociação curta: as três primeiras no teste e reversão da máxima do dia anterior e a ultima numa retração de rompimento do fecho do ultimo dia.

gráfico diário
Impressão de uma barra doji (D) com corpo urso. Teste e reversão das máximas de 30/07 e 03/09 (resistência) num padrão de lateralidade (Lat).

EURUSD – Reversão – 09/09/2021

gráfico 5 minutos
Na sessão de Tóquio/Londres, o EURUSD manteve-se acima do fecho e operou abaixo da máxima do dia anterior. Na sessão de Nova Iorque, reverteu um canal amplo de alta na abertura, e cerca das 16:00 reverteu novamente a tendência até perto da máxima do início da reversão anterior formando um topo duplo (TD). Foram encontradas duas oportunidade de negociação longa: 1) rompimento da linha de tendência (RLT) com primeira retração (1R) que acabou for falhar na corrida aos stops e 2) novo rompimento de linha de tendência com um padrão de cabeça e ombros a confirmar o rompimento falhado do fecho do dia anterior.

gráfico diário
Impressão de uma barra interna (I). Teste e reversão das máximas de 30/07 e 03/09 (resistência) num padrão de lateralidade (Lat).

EURUSD – Lateralidade em Tendência de Baixa – 08/09/2021

gráfico 5 minutos
Na sessão de Tóquio/Londres, o EURUSD rompeu a mínima do dia anterior e seguia a sessão de Nova Iorque no que parecia uma lateralidade em tendência (LatT) de baixa. Foi encontrada uma oportunidade de negociação longa: 1) rompimento da linha de tendência (RLT) com um teste de ultima bandeira. Esta entrada foi mais agressiva porque não havia suporte evidente, com a exceção da barreira de número redondo (NR) 1.1800 e teste de linha de canal (LC).

gráfico diário
Teste e reversão das máximas de 30/07 e 03/09 (resistência). O EURUSD encontra-se agora numa lateralidade (Lat)

GRÁTIS! Estratégia de Day Trade

Descubra quatro padrões simples de negociação que poderá usar no gráfico de 5 minutos.