Fases de mercado

Embora a estratégia de negociação do investidor minimalista incida sobre os gráficos intradiários através do day trading, é importante conhecer o comportamento do título ou mercado num espaço de tempo mais alargado, ou a longo prazo,

As hipóteses de sucesso aumentam se investirmos na direção de longo prazo. Não quer isto dizer que não se possa investir no curto prazo contra a tendência de longo prazo, mas é preciso uma maior atenção e experiência.

Stan Weinstein, no seu livro clássico “Stan Weinstein’s Secrets for Profiting in Bull and Bear Markets”, divide um título em quatro fases, e tendo em conta o período em que se encontra, exemplificado através do gráfico semanal do índice S&P 500.

Screenshot_2019-12-23-SPX-3221-2-0-49-Naked

Fase1: Acumulação

Os preços formam uma base horizontal onde a ação move-se sobretudo lateralmente, não crescendo nem decrescendo.

Fase 2: Crescimento

Os preços rompem a base horizontal e começam a avançar no sentido ascendente por um período de tempo.

Fase 3: Distribuição

Os preços começam a tender horizontalmente e a perder momento no sentido ascendente.

Fase 4: Decrescimento

Os preços rompem a base horizontal e começam a avançar no sentido descendente por um período de tempo.

De notar que a fase 4 de decrescimento é mais rápida e dramática que a fase 2 de crescimento. Isto acontece por que o pânico e medo são emoções mais fortes que a confiança e otimismo, demonstrada pela venda de ações em massa por parte dos investidores.

Coleção de Artigos Educativos de Day Trade

Cadeira e mesa de estudo

Nesta página são apresentados os artigos com os recursos educativos para a negociação nos mercados financeiros baseado no Price Action. As ferramentas apresentadas são destinadas sobretudo ao day trade ou day trading, mas muitas delas podem ser aplicadas em outros tipos de trading.

Iniciado – Conhecer o essencial

Intermédio – Desenvolver as táticas

Avançado – A diferença está nos pormenores

O Grande Erro de Negociação da Última Sessão

Na última sessão cometi um enorme erro na negociação do título Intel (INTC), que quero referir aqui. Penso que os erros são a melhor escola de um trader, porque andar a repetir os mesmos erros constantemente não é muito produtivo. Para ajudar a eliminar os erros crónicos, desenvolvi as regras a observar na negociação da bolsa, constituindo uma espécie de checklist a observar antes de entrar em qualquer posição.

Passando à análise do erro em questão da última sessão.

Estava a negociar em day trading em ações da INTC. Como habitualmente, e antes da abertura de cada sessão, fiz a análise do pré-mercado da INTC e S&P500.

Análise de pré-mercado do INTC:

Screenshot_2019-12-13-INTC-57-55-0-84-Diary

 

Análise de pré-mercado do S&P500:

Screenshot_2019-12-13-SPX-3168-6-0-86-Diary

 

Como faço negociações de curto-prazo, entrando e saindo de uma posição no mesmo dia (day trading), acabei por não estar tão atento aos gráficos de longo prazo.

Se reparar, tanto nos gráficos diários do INTC e S&P500, havia uma importante linha de suporte que foi quebrada, que causou um grande breakout. Houve confirmação dos dois gráficos, acrescentando ainda o facto do S&P500 ter atingido um máximo histórico.

Agora analisando o gráfico de cinco minutos. A primeira negociação foi curta, prevendo uma reversão, que não aconteceu. Fiz uma segunda negociação de average down após o breakout da linha resistência.

Screenshot_2019-12-13-INTC-57-55-0-84-Diary1

 

Como o mercado tinha estado com pouca volatilidade nas última sessões, estava desatento à possibilidade de um grande movimento, como o que ocorreu. Não coloquei logo um stop loss, no início da posição, e depois fiz o average down completamente fora do contexto. Tive uma perda 1,33% x 2= 2,66% porque estava esposto ao mercado duplamente, contando com o average down.

No final saí bastante cedo da posição, pois o preço de mercado estava já bastante extendido, a 50% da janela diária seguinte de suporte e resistência. Existia uma boa probabilidade de hAver uma reversão, o que de facto acabou por acontecer.

O facto de estar a perder também afetou a psicologia, reduzindo a capacidade de tomar decisões racionais.

O remédio, continuar a praticar e aprender com os erros!

Regras de negociação

A disciplina é o que faz a diferença entre o investidor bem sucedido dos restantes. Nesta página encontra as regras de negociação que não podem ser quebradas, e que aprendi ao longo de muitas horas de prática. A sua violação implica estar simplesmente a jogar, em vez de fazer trading nos mercados financeiros. A diferença entre jogar e negociar, é que no primeiro caso não é possível determinar a probabilidade de sucesso o que a longo prazo resulta em perdas, enquanto no segundo caso as probabilidades estão a nosso favor calculadas em função da taxa de sucesso e do rácio risco/recompensa.

As regras são atualizadas regularmente, refletindo a dinâmica dos mercados e a estratégia aplicada, e estão divididas pelos 1) erros capitais e 2) antes, durante e depois da sessão. Têm de ser lidas todos os dias antes da abertura de cada sessão.

Erros capitais

  • Negociar outro padrão que não a reversão.
  • Não aguardar preço alto ou baixo intra diário para entrar.
  • Não aguardar 1 vela longa ou +3 velas numa direção antes de entrar.
  • Ler notícias económicas (exceto apresentação de resultados).

Antes da sessão

Preparação (pré-mercado)

  1. Desenhar as linhas de suporte e resistência no gráfico de 5 minutos para o título selecionado (INTC), considerando: 1) altos e baixos intradiários, 2) pré-mercado, 3) fecho do dia anterior, 4) números redondos e 5) MA 200.
  2. Verificar se nos gráficos diário e 30 minutos existe alguma reversão ou rompimento maior iminentes.
  3. Abrir os gráficos de 5 e 30 minutos, bem como a plataforma de negociação.

Durante a sessão

Geral

  • Desenhar linhas de suporte e resistência de canal para projeção de preços. As linhas de tendência simples não são necessárias, pois têm-se revelado pouco fidedignas.
  • Na segunda-feira, não negociar nos primeiros 30 minutos da sessão.
  • Não entrar numa posição senão houver um alvo com uma janela aberta de preços.
  • Não entrar numa posição contra o rompimento de resistência ou suporte no gráfico diário.
  • Não entrar numa posição num mercado rápido (exceto no padrão gráfico climax).
  • Verificar volatilidade média diária do título.
  • Quando em dúvida não negociar.

Overtrading

  • Negociar em blocos de 30 minutos.
  • Não iniciar novas posições a partir das 11:30 EST.

Tamanho da posição e stop loss

  • O tamanho da posição em average down não deverá ser maior que 2x da conta.
  • Não existe stop loss nominal, considerando o uso de average down.
  • O stop loss é estratégico em três momentos específicos: 1) primeira grande correção após as 11h30 EST, 2) final da sessão ou 3) abertura da sessão no dia seguinte (primeiros quinze minutos).

Mercados voláteis

  • Não entrar numa posição contra uma janela aberta de preços.

Automatização

  • Criar alarmes para os preços intra diários baixo e alto, sempre que possível.

Questões

  • Quem liderou a sessão no dia de ontem? Quem está a liderar a sessão hoje? Touros, ursos ou canal?
  • O preço do título está muito esticado em relação ao mínimo ou máximo intra diário? E em relação à MA 200?
  • O mercado está mais apropriado para usar estratégias de momento, reversão ou canal? (Nota: só utilizo a reversão, incluindo a de canal).
  • A estratégia é confirmada nos vários horizontes temporais?
  • Está atento ao facto das condições de mercado poderem alterar-se de um momento para o outro e sem pré-aviso?

Depois da sessão

Reflexão

  • Diária – Analisar e publicar as negociações do dia.
  • Semanal – Analisar e publicar o resumo da semana.

 

Padrões gráficos

Os padrões gráficos tendem a repetir-se. São uma espécie de profecia dos mercados, revelando o comportamento e a psicologia das massas. Por isso são tão importantes.

Não quer isto dizer que se deva seguir cegamente os sinais dos padrões. Quando estes são acompanhados de outros sinais da análise técnica, têm uma boa probabilidade de ocorrer.

De seguida são descritos os principais padrões encontrados no gráfico de velas intradiário para o mercado de alta (bullish), de baixa (bearish) dividido em padrões de momento e de reversão. Foram ainda acrescentados os padrões de canal (trading range).

Padrões de Momento

Tendência de Subida

Uptrend

Momento – Tendência de Descida

Downtrend

Momento – Bull flag

Bull flag

Momento – Bear flag

Bear flag

Momento – Flat Top Breakout

Flat top breakout

Momento – Flat Bottom Breakdown

Flat bottom breakdown

Momento – Bull ABCD

Bull ABCD

Momento – Bear ABCD

Bearish ABCD

Momento – Bull Parabólico

Bullish parabolic

Momento – Bear Parabólico

Bearish parabolic

Momento – Bull Slow Fade

Momento Bull Slow Fade

Momento – Bear Slow Fade

Momento Bear Slow Fade

Padrões de reversão

Reversão – Simples Bullish

Bullish reversal

Reversão – Simples Bearish

Reversão simples bearish

Reversão – Duplo Fundo

Double bottom

Reversão – Duplo Topo

Double top

Reversão – Climax

Climax

Reversão – Fundo Arredondado

arredondamento-de-fundo

Reverão – Topo Arredondado

arredondamento-de-topo

Padrões de canal (trading range)

Canal Horizontal

Canal horizontal

Canal Ascendente

Canal ascendente

Canal Descendente

Canal descendente

Suporte e Resistência

Considero o conceito de suporte e resistência como um dos mais importantes fatores na análise técnica.

As figuras seguintes apresentam vários tipos de suporte e resistência para a negociação intra-diária (day trading) de ações para o título Intel (INTC),

Suporte e resistência com máximos e mínimos diários

Os preços máximos e mínimos diários servem de suporte e resistência à negociação intra-diária.

Suporte e resistência preços máximos e minímos diários

Suporte e resistência com os valores de pré-mercado

Os preços mínimo de $53,10 e máximo de $56,60 no pré-mercado, na zona com o fundo a amarelo, constituem suporte e resistência respetivamente dos preços intra-diários.

Suporte e resistência pré mercado

Suporte e resistência com números inteiros

O preço de $58,00 forma uma linha de suporte e resistência no gráfico intra-diário.

Suporte e resistência números inteiros

Suporte e resistência intra-diário 1

O preço de $58,47 forma uma linha de resistência no gráfico intra-diário.

Suporte e resistência intradiário 1

Suporte e resistência intra-diário 2

O preço de $57,77 serve ambas as funções como linha de suporte  e resistência no gráfico intra-diário.

Suporte e resistência intradiário 2

Suporte e resistência com a média móvel de 200 dias

As linhas de suporte e resistência também podem ser dinâmicas, como é o caso das duas figuras seguintes, em que a linha da média móvel de 200 dias serve de suporte nos gráficos de 5 minutos e 1 minuto respetivamente.

Suporte e resistência média móvel 200 dias gráfico 5 minutos

Suporte e resistência média móvel 200 dias gráfico 1 minuto

 

Escolher o mercado, título e horizonte temporal do investimento

As figuras seguintes apresentam dois gráficos de velas: um diário e outro de 1 minuto. Consegue distinguir um do outro?

Screenshot_2019-11-20-MSFT-150-54-0-1-Diary

Screenshot_2019-11-20-MSFT-150-56-0-11-Diary

É difícil distinguir os dois tipos de gráficos porque o comportamento dos preços é semelhante, independente do horizonte temporal. Estas figuras mostram os gráficos de velas de 1 minuto e diário respetivamente do título Microsoft (MSFT).

Day trading

Por este motivo, e de um modo geral, o investidor iniciado irá aprender quanto mais negociações fizer. O day trading numa conta de simulação é o recomendado, porque permite fazer o maior número de negociações no mesmo espaço de tempo, entrando e saindo de uma ou mais posições no mesmo dia.

Swing trading

Senão for possível começar no day trading, pela disponibilidade de tempo exigida, então o investidor iniciado deverá praticar o swing trading numa conta de simulação, mantendo a mesma posição dois ou mais dias.

Volatibilidade

Só é possível ganhar dinheiro na bolsa de valores a curto prazo se houver volatilidade de preços. Para um iniciado, os títulos com grande volatilidade devem ser evitados, porque acarretam maior risco. Por outro lado, mercados com pouca volatilidade não apresentam oportunidades de negociação.

É também importante considerar a liquidez do título, preferindo-se títulos com grande liquidez, porque a entrada e saída é mais rápida, e não existe tanta manipulação de mercado pelos grandes investidores institucionais.

Grande parte dos títulos mais capitalizados do NASDAQ na bolsa de valores norte-americana reúnem as condições de volatilidade e liquidez ideias para um iniciado praticar. Incluem-se aqui títulos como a Microsoft (MSFT), Paypal (PYPL), Ebay (EBAY), Intel (INTL), Facebook (FB), Apple (AAPL) e Adobe (ADBE). Investidores e traders de todo o mundo estão com os olhos postos nestas ações.

Reduzir o risco

Devido à incerteza dos mercados, importa reduzir ao mínimo os riscos associados, com uma gestão do risco adequada. Os títulos são influenciados pelo mercado no geral, mas cada um tem características únicas. Se o iniciado acompanhar e negociar várias ações ao mesmo tempo, irá multiplicar o grau de incerteza, e consequentemente o risco.

Por este motivo, é recomendável ao iniciado negociar somente um título antes de começar a acrescentar outros títulos, desde que o mesmo seja bem selecionado e de acordo com o atrás referido.

Somente após resultados positivos e consistentes de negociação com um título numa conta de simulação, se deve avançar para um conta com dinheiro real. Esta é outra das formas de redução do risco. Um piloto de aviação antes de pilotar um avião real tem dominar um ambiente de simulação, e o mesmo deve acontecer com o trading.

Gráfico de Velas Japonesas

Gráfico de velas diário da Intel

Os gráficos de velas são uma forma de representação gráfica que pode ser usada em qualquer horizonte temporal na análise técnica de um título.

Na figura acima é ilustrado o exemplo de um gráfico de velas diário do título Intel (INTC).

Estes gráficos são também conhecidos como gráficos de velas japonesas porque apareceram em primeiro lugar no Japão de acordo com Steve Nison, que popularizou esta técnica no ocidente.

Velas de subida e descida

Cada vela é formada pelos preços de abertura, máximo, mínimo e fecho.

Quanto o fecho está acima da abertura é desenhada uma vela de cor branca, significando que os preços subiram em relação à vela anterior. Quando o fecho está abaixo da abertura é desenhada uma vela de cor preta, significando que os preços desceram em relação à vela anterior.

O espaço entre a abertura e fecho é denominado de corpo. As linhas finas acima e abaixo do corpo são denominadas de sombras.

Os topos e fundos da sombra são o máximo e mínimo das velas respetivamente.

velas-de-subida-e-descida

Longo vs Curto

Corpos compridos indicam forte pressão de compra ou de venda. Quanto mais comprido for um corpo, mais intensa é a pressão de compra ou venda. Corpos curtos indicam pouca atividade de compra ou venda, ou indecisão.

velas-curtas-vs-longas

Sombras

As sombras superiores e inferiores nas velas japonesas fornecem pistas importantes sobre a sessão da negociação.

Velas com sombras longas significam que grande parte da ação ocorreu longe dos preços de abertura e fecho. Velas com sombras curtas significam que grande parte da ação ocorreu perto perto dos preços abertura e fecho.

Uma vela japonesa com uma grande sombra inferior e um corpo curto superior significa que os vendedores forçaram os preços para baixo, mas os compradores entraram em força e empurraram os preços para cima perto do preço de abertura. O contrário de passa no caso de uma grande sombra superior.

velas-com-sombras

Padrões de velas

SPINNING TOP

Velas com corpos pequenos e grandes sombras superiores e inferiores são conhecidos como spinning tops. O corpo pequeno mostra pouco movimento entre a abertura e fecho, e as sombras grandes indicam que ambos compradores e vendedores foram ativos durante a sessão.

A cor do corpo não é muito importante. Este padrão mostra indecisão entre compradores e vendedores.

Se um spinning top é formado durante um movimento de subida, isto geralmente significa que já não existem muitos compradores disponíveis, e pode ocorrer uma possível alteração de direção.

Se um spinning top é formado num movimento de descida, isto geralmente significa que não existem muitos vendedores disponíveis, e pode ocorrer uma possível mudança de direção.

 spinning-top

MARUBOZU

Uma vela marubozu é representada somente pelo corpo não tendo sombras, significando que os preços do máximo e mínimo são iguais à abertura e fecho.

Um vela branca marubozu é uma vela otimista em que os comprados estão no controlo durante toda a sessão.

Um vela preta marubozu é uma vela pessimista em que os vendedores estão no controlo durante toda a sessão.

marubozu

DOJI

Um Doji ocorre quando os preços de abertura e fecho estão muito próximos, resultando num corpo muito pequeno. O comprimento das sombras superior e inferior que refletem a negociação durante toda a sessão não conseguindo influenciar o preço.

A interpretação de um Doji é que não existe clara direção do mercado, constituindo portanto um padrão neutro.

doji

Shooting Star e Hammer Inverso

Este padrão, se for encontrado no final de uma tendência de subida, pode significar que o preço está prestes a inverter.

Também pode ser encontrado no final de um ciclo de descida indicando possibilidade de inversão, e chamado de Hammer Inverso, mas neste caso não é tão habitual.

 shooting-star

Hammer e Hanging Man

Este padrão, se for encontrado no final de uma tendência de descida, pode significar que o preço está prestes a inverter.

Também pode ser encontrado no final de um ciclo de subida, indicando possibilidade de inversão, e chamado de Hanging Man, mas neste caso não é tão habitual.

hammer

Gestão do risco

Um trader não pode esperar ganhar em todas as negociações. Não existe tal coisa como 100% de certeza no investimento dos mercados financeiros. Para ser lucrativo, o somatório dos lucros tem de ser superior ao somatório das perdas em todas as negociações, conhecido como o rácio de lucros/perdas.

A gestão do risco surge como resposta à incerteza dos mercados. e este processo inicia com o estabelecimento do contexto.

Estabelecimento do contexto

O contexto de um trader iniciado é diferente de um trader experiente, assim como o contexto de um trader independente é diferente de um trader institucional. Importa desta forma adaptar as estratégias à experiência e tipo de trader.

Premissas de investimento

A estratégia abordada no PriceAction.pt destinam-se a investidores independentes e iniciados, com as seguintes premissas:

  1. Nunca negociar numa conta com dinheiro real antes de provas dadas numa conta de simulação.
  2. Como não é possível ter 100% de certeza nos mercados, importa isolar e controlar aquilo que é previsível, reduzindo-se a incerteza do investimento ao mínimo possível.
  3. Existem dezenas de técnicas e teorias de investimento na bolsa de valores, com uma nova combinação em múltiplas estratégias. Importa simplificar o processo de investimento, reduzindo ao essencial as técnicas e teorias.
  4. A escolha de um único mercado e título para negociação elimina grande parte desta incerteza. Só depois de se obter o máximo de aprendizagem com um título, se avança para outros títulos e/ou mercados.
  5. As negociações de curto prazo, como o day trading (entrada e saída da posição no mesmo dia) ou o swing trading (manter uma posição dois ou mais dias), permitem ao iniciado fazer mais negociações, e por conseguinte aprender mais rapidamente.

Escalamento do objetivo

O objetivo semanal é de 3,16% com a média diária de 0,63%, com um objetivo de rentabilidade anual de 139%. Trata-se de um objetivo audaz, e consequentemente de maior risco. Este objetivo tem de ser escalado, sob pena do trader expor-se a riscos maiores quando ainda não tem a experiência necessária.

Como objetivo intermédio almeja-se os 70% de retorno anual, o que dá uma média semanal de 1, 58%. Só depois de obtidos resultados consistentes com esta meta intermédia, passa-se para o objetivo final dos 139% de retorno.

Rácios de risco:recompensa

As táticas específicas de entrada, saída, stop loss e tamanho da posição para cada negociação, são elaboradas na fase de gestão do dinheiro para os padrões gráficos de momento e reversão. Importa na gestão do risco fazer uma simulação de vários cenários.

Simulação 1 – sem average down

N.º posições
Risco/recompensa
1 0,90%
2 0,60%
4 0,30%
2 0,00%
6 -0,30%
15 1,50%
R:R = 1:1.83
Taxa de sucesso 47%

Na simulação 1 consideraram-se 15 posições semanais com uma taxa de sucesso de 47%, e o rácio de risco:recompensa 1:1.83.

Simulação 2 – com average down

Tipo N.º posições Risco/recompensa
Simples (+) 1 0,60%
Simples (-) 0 -0,30%
Simples (0) 0 0,00%
Average down 2x (+) 3 0,90%
Average down 2x (-) 0 -0,90%
Average down 2x (0) 0 0,00%
Average down 3x (+) 1 0,60%
Average down 3x (-) 2 -1,20%
Average down 3x (0) 1 0,00%
8 1,50%
R:R = 1:1.63
Taxa de sucesso 63%

Na simulação 2, que inclui o average down, consideraram-se 8 posições semanais com uma taxa de sucesso de 63%, e o rácio de risco:recompensa 1:1.63. Cada posição pode ter até três negociações em average down. Nas negociações simples e em average down 2x, não foram contabilizados negócios com resultado negativo ou nulo, porque se os preços inverterem na direção contrária ao esperado, avançam-se até à negociação em average down 3x.

Próximo nível de gestão do risco

Logo que o resultado de 50% anual seja consistente, avança-se para o próximo nível de rentabilidade de 100%. Para obter esta nova rentabilidade ao negociar o mesmo título, é necessário gerir o tamanho da posição, incluindo a utilização de alavancagem (margem) de acordo com a volatilidade do título. De referir que a estratégia definida apenas permite alavancagem até 2x, ou seja, investindo até ao dobro do tamanho da conta.

Teoria de Dow

A teoria de Dow foi formulado por Charles Dow no inicio do século XX,  e enuncia a base do que é hoje conhecida pela análise técnica dos mercados financeiros.

Dow acreditava que a bolsa de valores como um todo era uma medida fiável de avaliação do estado dos negócios e condições económicas, e que analisando os índices da bolsa, o investidor podia identificar a tendência principal do mercado e dos títulos que o compõem.

De seguida são apresentadas as seis premissas desta teoria.

1. Os mercados têm três tipos de tendência

Dow apresentou os mercados como classificados em três tipos de tendência em função do horizonte temporal:

  • Tendência primária: com duração entre meses a anos.
  • Tendência secundária: com duração entre semanas a meses.
  • Tendência menor: pode ter uma duração de poucas horas a semanas.

Um mercado com tendência de subida apresenta picos e vales crescentes, enquanto um mercado com tendência de descida apresenta picos e vales decrescentes.

É importante notar que a tendência primária tem uma disposição para influenciar as tendências secundárias e menores.

2. A tendência primária têm três fases

Os mercados com tendência de subida (touros) e descida (ursos) desenvolvem-se em três fases.

Num mercado touro a primeira fase equivale à restauração da confiança com a acumulação de ações, a segunda fase é a resposta com a participação do público e a terceira fase é a confiança em excesso com a especulação.

Num mercado urso a primeira fase é o abandono da esperança com a distribuição de ações, a segunda fase com a falta de confiança do público e a terceira fase o pânico com a venda desenfreada.

3. Todas as notícias estão refletidas nos preços

Tudo o que é para saber sobre os mercados já está refletido no preço das ações, incluindo expetativas de futuro, alterações nas taxas de juro, apresentações de resultados, catástrofes, etc.

4. Deve existir confirmação dos índices

Inicialmente quando Dow desenvolveu a sua teoria, existiam dois índices. Um que refletia o estado da produção (Dow Industrial) e outro que refletia o movimento dos produtos de produção (Dow Transportes). A lógica era se houvesse produção, aqueles que a transportavam também beneficiariam da mesma. Hoje os papéis dos índices foram atualizados, mas as relações entre sectores mantêm-se.

5. O volume deve confirmar a tendência

A tendência dos preços pode ser confirmada através do volume. Quando o movimento dos preços é acompanhado por volume, estamos perante um movimento justificado.

6. A tendência de preço continua até prova de reversão

Independentemente do movimento errático dos preços, Dow acreditava que os preços se movem na direção da tendência até existir uma força externa que cause uma mudança de direção, e à semelhança do que acontece com um objeto físico.

Conclusão

Ao compreender a Teoria de Dow, estão criadas as bases para a identificação dos movimentos de preços nos mercados, permitindo que se tomem decisões mais informadas sobre a negociação na bolsa.

Confissões de um Day Trader

Subscreva a newsletter e acompanhe de perto os pensamentos e desafios de um day trader profissional.